quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

O Natal vem vindo! Vem vindo o Natal!

Pois é! Como canta a Simone, daquele jeito peculiar de doer: Então é Natal!!!
E lá vem a caravana da Coca-Cola com os caminhões iluminados e aquela melodia que vem crescendo, de longe: o natal vem vindo, vem vindo o Natal, O NATAL VEM VINDO, VEM VINDO O NATAL!!!
E eu fico de coração mole, lembrando dos Natais na casa da minha vó, do meu vô, com a Nice... E com amigos que já não vejo.
E comprar pilha pra testar todos os brinquedos na mesma noite!
E comer bolinha de vidro (até isso eu já fiz!)!
E abrir o pacote sabendo que era um pijama e que ia ter que fazer a maior festa, afinal a vó ficou um tempão na Muricy escolhendo, e talvez até tenha batido de novo com o rosto na porta de vidro da loja...
Natal correndo pra depois dar uma passadinha na casa do Tio Levi e da Tia Iara pra pegar pelo menos a metade da festa!
Cantar músicas de Natal com a Priscila pelas ruas do Mirante da Serra!
E achar no dia seguinte mais um pacote que esqueceram de me dar!

Ah, Natal. Por mais que hoje em dia seja sempre igual, ele é sempre diferente em alguma coisa, em alguma lembrança...

O desse ano tem bastante coisa diferente... Tomara que seja bom!

Um Feliz Natal pra todos!!!

terça-feira, 29 de novembro de 2005

Saudade

Recebi este texto de uma amiga minha já faz alguns dias, e ele chegou num dia em que era exatamente isso que eu queria ler.
Não sei se é mesmo do Miguel Falabella, mas achei que valia à pena postá-lo aqui.
 
Saudade (Autor: Miguel Falabella)
Em alguma outra vida, devemos ter feito algo de muito grave, para sentirmos tanta saudade....
Trancar o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim.
Mas o que mais dói é a saudade.
Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem,
mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade,
mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo,
mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor,
ao outro sobra uma saudade
que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Não saber se ela ainda usa aquela saia.
Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre ocupada, se ele tem assistido as aulas de inglês, se aprendeu a entrar na Internet e encontrar a página do Diário Oficial, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua preferindo Skol, se ela continua preferindo suco, se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados, se ele continua cantando tão bem, se ela continua adorando o Mac Donald's, se ele continua amando, se ela continua a chorar até nas comédias.
Saudade é não saber mesmo!
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber se ela está com outro,
e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz,
e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos
por isso...
É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela.
Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer.
Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você,
provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler...

domingo, 30 de outubro de 2005

Manual. Alguém já achou o manual?

Sempre brinquei que bebês precisavam nascer acompanhados de um manual e luzes que orientassem os pobres pais. Chorou, pisca a luz amarela de fome, e pronto!

Mas ultimamente tenho percebido que o manual precisaria ser mais completo.
Ele tinha que servir para a vida toda, e não só para quando se é bebê.
Já nem seriam mais necessárias as luzinhas indicativas de fome, assadura e de "Não papai, não é aí que está doendo. Por favor, chame a mamãe".
E além do mais, luzinhas seriam um pouco indiscretas num adulto, né? Que tal você na balada, passou um pouco na bebida e de repente começa a piscar a luzinha de "xixi", só que você já nem tem mais idade pra chamar "xixi" de "xixi". No mínimo, triste.

Eu até ajudo a organizar! Por exemplo, vamos usar um capítulo para cada ano.
O meu começaria assim: "Caro usuário, você chegou ao capitúlo 33! Parabéns! Jesus também veio até aqui, mas o resto da história você já sabe, não é mesmo? Bom, sejamos mais otimistas e vamos detalhar nas próximas linhas o que vem pela frente, e para onde você deve correr. Sim, neste capítulo você vai correr!"

O manual poderia ajudar a tomar algumas decisões. Apareceram novas oportunidades: aceito essa, ou arrisco nessa? O seguro é confortável, porém tedioso. O arriscado é fascinante, recompensador, ("fulfilling"), mas pode ruir da noite para o dia.
"Caro usuário, você já não está mais em capítulos para arriscar, por isso, mantenha-se no rumo que lhe foi indicado no capítulo anterior. Surpresas lhe aguardam, e as instruções para mudanças de rumo lhe serão indicadas em momento oportuno. Não, não dê uma olhada adiante, e não estrague a surpresa."

Ajudar a entender melhor não só o que se passa com você mesmo, mas o que se passa com aquele que está do seu lado.
"Caro usuário, no capítulo 20, 21, 25, 27, 29, 30, 31, 32, entre outros, já lhe foi descrito que pessoas mudam de opinião e nem sempre falam o que sentem, seja em qualquer tipo de relacionamento. Por isso, lembre-se que cara feia nem sempre é fome, "Não" normalmente é "não", "Sim" normalmente é "sim". Há controvérsias, que também já vimos em capítulos anteriores, mas que serão melhor detalhadas agora. Prossiga."
Nossa, já imaginou que beleza?! A orientação na hora em que você mais precisa dela!

Coisas simples seriam a parte leve, cômica do manual. Afinal, todos precisam de uma folga.
"Caro usuário, se a esta altura você não sabe se deve ou não comprar 4 suéteres em seu cartão de crédito porque eles estão com um preço bom e a promoção parece ótima, é porque você está lendo o manual errado, ou porque você ainda não aprendeu nada sobre o assunto. Por favor, verifique o nome do proprietário do manual no início, e se ele é mesmo seu, retorne ao capítulo 20, tópico: "Independência Financeira - Poupança, Sim. Gastança, Não." e ao capítulo 21, tópico "Independência Financeira Intermediária- Mamar na Gata você não quer, né?" e refaça os exercícios indicados."

Mas quem quer que tenha criado essa brincadeira, deve ter achado que não seria interessante enviar o manual com cada jogador. Pode ser que o jogo se tornasse tão tedioso quanto o caminho seguro. Ou que nem sempre aguentássemos, e acabássemos pulando uns capítulos e dando uma folheada no que vem pela frente. Conhecimento demais pode ser perigoso!
Então, viva a ignorância!
Ou nela.
O que lhe for mais conveniente, desde que seja feliz.

domingo, 16 de outubro de 2005

Horário de Verão de novo... ai, que sono...

E lá vem ele de novo, o famoso horário de verão!
"Vai dar pra fazer alguma coisa depois do trabalho, porque quando eu sair, ainda vai ser dia!"
Esta é a frase que eu mais escuto sempre que ele chega...
Pra mim isso não funciona, porque o sono que o horário de verão me dá acaba atrapalhando todo o resto! haha
Tudo bem, pode me achar do contra, mas pra mim é assim! Eu preciso de sono de atleta, 10 horas por dia! Mesmo não fazendo nada que um atleta faria...
Hum, pensando bem, passou da hora de dar uma revisada nos hábitos, né?
É isso aí, vou revisar algumas coisas essa semana também!
Tudo novo, tudo diferente!
O negócio é mudar!

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Uhú!

Pois é, foi mais ou menos isso que eu tive vontade de gritar hoje, dia 10/10, ao finalmente saber o resultado do exame da tireóide!
Não é nada maligno, não é nada de mal! A tireóide ficou meio doida e resolveu crescer, mas é controlável hoje em dia! Ainda vou consultar o médico e tal, pra ver direitinho o que tem que fazer, mas ele mesmo me falou que agora só temos que comemorar! Uhúúúúúúú!

quarta-feira, 5 de outubro de 2005

Wooosh!

Pois é, dei uma sumida!
Achei que eu ia ter mais tempo pra mexer nesse blog, mas tempo é uma coisa que está ficando cada vez mais rara.
Agora por exemplo, estou aqui, quando deveria estar dormindo já que vou ter que levantar às 6:30 pra chegar cedo e acertar algumas coisas lá no Positivo amanhã.

Além da correria, minha tireóide deu pra ter uns "piriris", achou que estava solitária e resolveu inventar de criar uns nódulos pra fazer companhia. Como isso não é muito normal, estou fazendo vários exames pra ver o que é.
Dá um pouco de medo, mas agora é só esperar pelo resultado dos exames pra ver o que é com certeza. Pra ser sincero, dá bastante medo hehe, mas o susto já está passando e agora vi que não adianta me preocupar. Tem que esperar pra ver o resultado e aí então, resolver o que fazer!

Ontem foi um dia peculiar, pois foi um dia super corrido e, depois de dar um jeito nas coisas que eu tinha que fazer no trabalho, fui fazer um exame no meio da tarde. O nome da joça do exame, "punção de tireóide", já é uma coisa que me deixou assim, super "relaxado" hahaha. Só ficava pensando como é que ia ser a tal da punção, já que eu não tinha muita noção de como ele seria feito, além da orientação que recebi do médico de que seria simples: insere uma seringa no pescoço, na tireóide, e "chupa" um pouco de material de dentro do nódulo! Naaaada assustador, né?
Então, pra fechar com chave de ouro, três enfermeiras que me atenderam antes do médico eram de um tato, de uma gentileza sem igual. hahaha
A primeira com um mau-humor de dar vontade de pedir desculpas por ter interrompido a conversa dela no telefone, marcando a escova no cabelo pro casamento da prima no próximo sábado, pra ter que me atender. Afinal, porque é que eu tinha que chegar pra atrapalhar justo naquela hora. Imperdoável...
A segunda, um doce de criatura. Só consegui ver seus olhinhos afáveis quando ela levantou a cabecinha, um pouco contrariada, depois que eu caí na asneira de pedir um atestado médico pra apresentar no trabalho. Ela foi de uma gentileza monossilábica, e por fim, questionou minha masculinidade quando me deu um atestado informando que a Sra. Carlos Wavel Chaves Filho havia estado na clínica à tarde para exames ecográficos. Talvez eu esteja grávido e ainda não saiba.
Pra terminar, veio a terceira enfermeira, pra fazer a preparação do procedimento. Extremamente hábil com as palavras, me explicou que quando o doutor "enfiasse" a injeção, eu não podia me mexer, senão entrava ar e ele ia ter que fazer tudo de novo. E que dói, mas é suportável. E que depois o doutor ia entrar e explicar tudo de novo, mas ela só queria ir adiantando pra mim. Depois de várias outras palavras tranquilizantes, ela saiu, e depois de uma meia hora, finalmente, fiz o tal exame.

Dói? Sim, dói.
É suportável? Depende da sua tolerância pra dor, mas dá pra aguentar sim.

O que é mesmo difícil de aguentar é tanta gente burra pelo caminho!!! hahaha
Sou ruim? Talvez! Porque pessoa boa mesmo era Madre Tereza!!!

segunda-feira, 26 de setembro de 2005

E a vida continua!

Quem lê esse blog de vez em quando deve achar "mutcho dodjo"!!! hahaha
Bom, minha gente, é isso, a vida continua!
Tem horas que a gente ganha, tem horas que a gente perde, e até tem vezes que a gente empata. O bom é que a gente ainda está no jogo!!!

Pensamento do dia:
"What would you do if you weren't afraid?"
ou "O que você faria se você não tivesse medo?"

sexta-feira, 23 de setembro de 2005

O Tempo e o Vento... E a Chuva...

Nossa, passou uma semana e nada de notícia!
Nem uma ligação, nem um email, nem uma mensagenzinha...
É... moral fraquíssima!!! Mas vamos aguardando!

segunda-feira, 19 de setembro de 2005

Voltei!

Cheguei do casamento do Jun e da Beth!
Foi show! A cerimônia foi linda e a festa estava 10!
Felicidades ao novo casal!

sábado, 17 de setembro de 2005

Frase do dia

Ou da noite, como preferir:

"Tudo na vida passa... até uva!"

Bom fim de semana pra quem passou por aqui!

É ritmo... Ritmo de festa... (cantando e rodando!)

Pois é, amanhã chega o dia do casamento do Jun. Ou melhor, já chegou o dia do casamento dele e da Beth! Daqui a pouco vou enfrentar +/- 7 horas de viagem, mas vale à pena, eles são especiais! Esse é um daqueles momentos que a gente não pode perder!

Bom, noivos, que vocês sejam muito felizes.
E lembrem sempre:
"The greatest thing you'll ever learn is to love, and be loved in return"
(Moulin Rouge)
Sejam felizes!!!

Até daqui a pouco!

segunda-feira, 12 de setembro de 2005

I Still Haven't Found What I'm Looking For

Coincidências acontecendo, e algumas coisas clareando!
Olha só o que está tocando hoje, sem parar! (risos) Hoje seria um dia perfeito pra falar com a Vivi... Quem conhece, sabe o porquê.

I have climbed the highest mountains, I have run through the fields
Only to be with you, Only to be with you.
I have run, I have crawled, I have scaled these city walls
These city walls, Only to be with you.

But I still haven't found, What I'm looking for.
But I still haven't found, What I'm looking for.

I have kissed honey lips, Felt the healing in her finger tips
It burned like fire, (I was) burning inside her.
I have spoke with the tongue of angels, I have held the hand of a devil
It was warm in the night, I was cold as a stone.

But I still haven't found, What I'm looking for.
But I still haven't found, What I'm looking for.

I believe in the Kingdom Come, Then all the colours will bleed into one, Bleed into one.
But yes, I'm still running.
You broke the bonds, And you loosed the chains
Carried the cross of my shame, Oh my shame, you know I believe it.

But I still haven't found, What I'm looking for.
But I still haven't found, What I'm looking for.

domingo, 11 de setembro de 2005

Tá bom. Só que agora, pra onde?

Nossa, como chove lá fora!
Como diria minha prima Mônica: "está chovendo às píncaras" (não peça explicações... rs)

E lá se foi mais um daqueles domingos em que não se faz nada de muito aproveitável...
E agora, como não fiz muita coisa de dia, estou aqui, feito o Pateta naquele desenho animado, sem conseguir dormir, encarapitado na cabeceira da cama feito coruja... Tudo bem, tudo bem, não estou encarapitado! haha

O ruim da insônia, além, é óbvio, do fato de não conseguir dormir(!), é que você acaba pensando mais na vida. Ao menos, é o que acontece comigo.
Será que estou fazendo certo? Não somente "o certo", mas fazendo do jeito certo? Esse trabalho tá bom mesmo? O dinheiro vai dar? Ou melhor, vai dar dinheiro?! (risos)
E onde é que isso tudo vai me levar?
Quem souber, por favor, comenta o post, ok? (risos)

E lá se foi mais um daqueles domingos em que não se faz nada de muito aproveitável...

terça-feira, 30 de agosto de 2005

Amigos... de Vinícius de Moraes

Recebi este texto da Vane, e acho que ela não faz idéia de como ele veio a calhar hoje.
Vane, se algum dia você passar por aqui, receba o meu beijo estalado e meu abraço apertado!
Conte sempre comigo!

AMIGOS
Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.
Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!
A gente não faz amigos, reconhece-os.

Vinícius de Moraes

terça-feira, 23 de agosto de 2005

Ninguém viveu as emoçoes que você viveu.

É engraçado que uma das mensagens mais lindas que já escreveram pra mim no meu aniversário tenho vindo de um cartão enviado pelo banco...
Resolvi copiar o texto por aqui, pra dividir com quem quiser ler.

NINGUÉM VIVEU AS EMOÇOES QUE VOCÊ VIVEU.

Ninguém tem a família que você herdou,
os amigos que você abraçou,
a pessoa por quem você se apaixonou,
as casas que você morou,
as estradas que você rodou,
os horizontes que fotografou,
as músicas que você dançou,
os presentes que ganhou,
as desavenças que você ignorou,
o caráter que você formou,
o ano que você passou,
a idade que você chegou.
Ninguém tem uma história de vida como a sua.

Porque você é diferente e faz com que tudo ao seu redor também seja.

quarta-feira, 27 de julho de 2005

Everybody is Changing - Keane

A musiqueinha é bonitinha, então resolvi postar aqui pra compartilhar. Enjoy!

Everybody is Changing - Keane

You say you wander your own life
But when I think about it
I don't see how you can
You're aching, you're breaking
And I can see the pain in your eyes
Says everybody's changing
And I don't know why

So little time
Try to understand that I'm
Trying to make a move just to stay in the game
I try to stay awake and remember my name
But everybody's changing
And I don't feel the same

Youre gone from here, soon you will disappear
Fading into beautiful light
Cause everybody's changing
And I don't feel right

So little time
Try to understand that I'm
Trying to make a move just to stay in the game
I try to stay awake and remember my name
But everybody's changing
And I don't feel the same

So little time
Try to understand that I'm
Trying to make a move just to stay in the game
I try to stay awake and remember my name
But everybody's changing
And I don't feel the same

Oh everybody's changing and I don't feel the same

sábado, 23 de julho de 2005

Chuva!

Chove, chuva!
Uma chuva forte, e uma noite fria!
Mas é bom assim mesmo...
Ficar embaixo da coberta, tomar um vinhozinho, assitir um filme...
Como eu gosto de inverno!

domingo, 10 de julho de 2005

Quarteto Fantástico

A sessão da tarde voltou, e voltou com estilo!
Vale a pena ver! É diversão garantida, sem grandes pretensões!

quarta-feira, 6 de julho de 2005

Informação é sempre importante!

Estou lendo o segundo livro da série do "Guia do Mochileiro das Galáxias", cujo nome é "O Restaurante no Fim do Universo", e achei duas partes que são de importância fundamental na compreensão da vida. Lá vão elas:

1) Após definir o que é INFINITO, o livro define o que seria a POPULAÇÃO do infinito: "É fato conhecido que há um número infinito de mundos, sim­plesmente porque há um espaço infinito para que esses mundos existam. Todavia, nem todos são habitados. Assim, deve haver um número finito de mundos habitados. Qualquer número fini­to dividido por infinito é tão perto de zero que não faz diferen­ça, de forma que a população de todos os planetas do Universo pode ser considerada igual a zero. Disso podemos deduzir que a população de todo o Universo também é zero, e que quaisquer pessoas que você possa encontrar de vez em quando são mera­mente produtos de uma imaginação perturbada"
Quer lógica melhor que essa?!? hahaha

Tenta essa agora:
2) "
A história de todas as grandes civilizações galácticas tende a atravessar três fases distintas e identificáveís - as da sobrevivência, da interrogação e da sofis­ticação, também conhecidas como as fases do como, do por quê e do onde.
Por exemplo, a primeira fase é caracterizada pela per­gunta: "Como vamos poder comer?" A segunda, pela pergunta: "Por que comemos?" E a terceira, pela per­gunta: "Onde vamos almoçar
?"

Esse livro é muito divertido. Quem puder, leia!
P.S.: enquanto meu carro conserta, estou aprendendo a usar melhor o tempo no ônibus! Pode parecer meio "geek", de livrinho em punho no ônibus, mas fazer o quê? Eu sou meio "geek"...

sábado, 2 de julho de 2005

Guerra dos Mundos

Deus do céu!
Como diria a Dani: "que filme tenso!!!"
Fazia tempo que eu não ficava tão ansioso num filme!
Vale à pena ver, mas é bom se informar um pouquinho antes, porque o fim pode decepcionar, mas é bem possível! E é igual à história em que foi baseado...

Vai pro cinema! Já!

Pedras no rio

Obrigado, Nara!

Pedras no Rio Autor: F. Madruga Roberto Crema é um pensador brasileiro.
Dele aprendi uma grande máxima: "ninguém muda ninguém; ninguém muda sozinho; nós mudamos nos encontros". Simples, mas profundo, preciso.

É nos relacionamentos que nos transformamos. Howard Hendricks disse que os dois fatores que mais nos influenciam e nos transformam são os livros que lemos, e as pessoas com as quais convivemos. Hoje, vou ficar com o segundo fator.
Pois bem. Esses pensamentos acima saltaram imediatamente à minha mente, quando tive uma prova concreta do quanto somos transformados, do quanto podemos aprender a partir dos encontros, desde que estejamos abertos e livres para sermos impactados pela idéia e sentimento do outro. Foi num dos encontros que a vida nos proporciona, ou que nós nos permitimos experimentar, e que conto a seguir.
Estava em Brasília, almoçando e conversando com uma colega e amiga fiscal que também é médica, pensadora e agora escritora. Ao longo da conversa caímos no assunto relacionamentos humanos. Ela me sugeriu uma analogia extremamente reveladora. Ora, como toda analogia, ela ajuda a ilustrar uma faceta ou perspectiva de uma idéia. Lógico que analogia nenhuma desenha todo o quadro, toda a cena - se é que exista um único quadro.
O fato é que ela me fez a seguinte provocação: - "Madruga, você já viu a diferença que há entre as pedras que estão na nascente de um rio, e as pedras que estão em sua foz?"
Eu disse que não, e ela me explicou.
- "As pedras na nascente são toscas, pontiguadas, cheias de arestas. À proporção que elas vão sendo carregadas pelo rio, sofrendo a ação da água e se atritando com as outras pedras, ao longo de muitos anos, elas vão sendo polidas, desbastadas. As arestas vão sumindo. Elas ficam mais orgânicas, menos toscas, mais suaves, lisas, e o melhor: vão ficando cada vez mais parecidas com as outras, sem necessariamente serem iguais. Quanto mais longo o curso do rio, mais evidente é o fenômeno.
Depois disso, ela fechou a idéia.
- "É a mesma coisa com as nossas vidas. Se nos permitimos estar em contato com as pessoas, sendo conduzidos pelo rio da vida, vamos, no" atrito positivo" (contato) com o próximo, eliminando arestas, desbastando diferenças, parecendo-se e harmonizando-se mais uns com os outros, sem necessariamente perdermos nossa identidade." Pensei bem, e vi que se trata de uma verdade. Não nego que alguns desses contatos e atritos nos deixam marcas, tiram lascas de nós.
Mas mostre um coração sem marcas e lhe mostro um coração que não amou, que não viveu. Um coração que não chorou, nem sentiu dor. Um coração sem sentimentos. E sentimentos são o tempero de nossa existência. Sem eles, a vida seria monótona, árida. O fato é que não existem sentimentos, bons ou ruins, sem a existência do outro, sem o seu contato. Passar pela vida sem se permitir o contato próximo com o outro, é não crescer, não evoluir, não se transformar. É começar e terminar a existência com uma forma tosca, pontiaguda, amorfa.
Quando olho para trás, vejo que hoje carrego em meu ser várias marcas de pessoas extremamente importantes. Pessoas que, no contato com elas, me permitiram ir dando forma ao que sou, eliminando arestas, transformando-me em alguém melhor, mais suave, mais harmônico, mais integrado.
Outras, sem dúvida, com suas ações e palavras me criaram novas arestas, que precisaram ser desbastadas. Faz parte. Reveses momentâneos. Servem para o crescimento. A isso chamamos experiência. Penso que exista algo mais profundo ainda nessa análise. Começamos a jornada da vida como grandes pedras, cheias de excessos. Os seres de grande valor percebem que ao final da vida foram perdendo todo os excessos que formavam suas arestas, se aproximando cada vez mais de sua essência, e ficando cada vez menores, menores, menores.
Quando finalmente aceitamos que somos pequenos, ínfimos, dada a compreensão da existência e importância do outro, e principalmente da grandeza de Deus, é que finalmente nos tornamos grandes em valor.
Já viu o tamanho do diamante? Sabes quanto se tira de excesso para chegar ao seu âmago?
É lá que está o verdadeiro valor. Pois Deus fez a cada um de nós com um âmago bem forte e muito parecido, constituído de muitos elementos, mas essencialmente de amor. Deus deu a cada um de nós essa capacidade, a de amar. Mas temos que aprender como.
Para chegarmos a esse âmago, temos que nos permitir, através dos relacionamentos, ir desbastando todos os excessos que nos impedem de usá-lo, de fazê-lo brilhar. Por muito tempo em minha vida acreditei que amar significava evitar sentimentos ruins. Não entendia que ferir e ser ferido, ter e provocar raiva, ignorar e ser ignorado, fazem parte da construção e do aprendizado do amor. Não compreendia que se aprende a amar sentido-os e superando-os.
Ora, esses sentimentos simplesmente não ocorrem se não houver envolvimento. E envolvimento gera atrito.

Minha palavra final: "atrite-se".
Não existe outra forma de descobrir o amor. E sem ele a vida não tem significado.
Portanto, atrite-se, desbaste-se, descubra-se: AME!
Comece agora - Compromisso de hoje: "Vou me envolver mais com as pessoas e encontrar o amor que existe em mim."

segunda-feira, 20 de junho de 2005

Essas coisas chegam quando a gente menos espera...

Olha só que legal que eu recebi hoje por email.

"Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando,juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.
E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.
Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.
Olhe para o relógio: hora de acordar.
É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente. "
Mário Quintana

Jantar do "Dia dos Namorados" com o pessoal da Exien

Jantar do "Dia dos Namorados" com o pessoal da Exien (esse era só pra quem estava sozinho)
Da esquerda pra direita: eu, Aguirre, Carol, Simone, Melissa, Giselle, Gustavo e Rossana. Posted by Hello

domingo, 19 de junho de 2005

Tá devagar, mas tá andando!

Oi! Pois é, o blog tá meio (bem) devagar, quase parado, mas é que a vida tá andando!!!
Eu consegui um novo emprego e comecei agora, dia 16/06. Estou na Positivo Informática, trabalhando como Analista de Produto. Estou gostando muito! Vai ser daqueles trabalhos em que a gente não pára um segundo, mas vai ser recompensador porque é uma coisa que eu estou gostando de fazer!
Claro que vou continuar dando aulas de inglês, pois isso está no sangue e eu não consigo mais parar.

Mudando de saco pra mala, não dá pra deixar de ver o Batman Begins! O filme tá demais! O Batman voltou com tudo, sem mamilos na roupa, sem Bane retardado, e com muito estilo!

Até mais!

domingo, 5 de junho de 2005

Listas, listas...

Bom, pra resolver a discussão com a história das listas, resolvi criar um blog com meus amigos pra "ordenar" as coisas em seus devidos lugares!
O blog é http://top5maniacs.blogspot.com/ e se você tem 5 coisas que gostaria de compartilhar, entra lá!
Até mais!

terça-feira, 24 de maio de 2005

Quais são os seus 50 (?!) filmes favoritos?!

Ok, essa conversa começou quando um amigo meu, o Maringá, mandou uma lista dos 100 melhores filmes já feitos escolhidos pela Revista Times.
Aí cada um foi mandando sua lista. Começamos com 20, subimos pra 50, e agora está nisso!!
Vou copiar a mensagem aqui, e quem quiser colocar sua lista, fique à vontade!
Agora só falta a pipoca pra sessão começar!


"Carlos Wavel Chaves Filho to Nara, Odicesar, Ronaldo, Cáro
More options 10:52 pm (7 minutes ago)

OK, OK, estou quieto demais!
Aqui vai a minha lista então: (copiei a do Wood e vou fazer umas modificações!)

ET
Star Wars (toda a saga)
Clube da Luta
Contato
Beleza Americana
Sexto Sentido
Matrix (só o primeiro)
Animatrix
Seven
Snatch
Kill Bill: volume 1 e 2
Amnésia
O Senhor dos Anéis (todos)
Lost Boys
Curtindo a Vida Adoidado
Os Outros
Efeito Borboleta
Alien – O Oitavo Passageiro
Aliens – O Resgate
Blade Runner
O Resgate do Soldado Ryan
A Lista de Schindler
The Lost Boys
Poltergeist
O Silêncio dos Inocentes
Entrevista com o Vampiro
Drácula, de Bram Stocker
Shrek
Os Incríveis
O Fabuloso Destino de Amelie Poulin
Vamos Nessa
Trainspotting
O Tigre o e Dragão
O Clã das Adagas Voadoras
As Sete Faces do Dr. Lao
Sete noivas para Sete Irmãos
Moulin Rouge
A Noviça Rebelde
E o Vento Levou
Dogma
Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu
Edward Mãos de Tesoura
Anjos Rebeldes
Big: Quero Ser Grande

Acho que por enquanto é isso!
Tem mais, mas vou parar por aqui! Ah, tem 44 nas minha lista!
E acho que vou passar essa discussão pro meu blog, se vcs deixarem... Faz tempo que eu não posto nada lá!
- Hide quoted text -


On 5/24/05, Nara Wendling wrote:
Ghost????? Tá apaixonado??? :D



On 5/24/05, Odicesar Santi <> wrote:
> Ois
> Fiquei de fora desse papo porque eu viajei para União da Vitória, mas já tô
> de volta e lá vai a minha lista:
>
> ET
> Star Wars (toda a saga)
> Clube da Luta
> Contato
> Beleza Americana
> Ghost
> Sexto Sentido
> Matrix (principalmente o primeiro)
> Seven
> Snatch
> Kill Bill: volume 1
> Amnésia
> O Senhor dos Anéis (todos)
> Cidade de Deus
> Lost Boys
> Curtindo a Vida Adoidado
> Os Outros
> Cold Mountain
> Peixe Grande
> Efeito Borboleta
> Alien – O Oitavo Passageiro
> Aliens – O Resgate
> 2001 Uma Odisseia no Espaço
> Blade Runner
> O Gladiador
> O Resgate do Soldado Ryan
> Náufrago
> A Lista de Schindler
> The Lost Boys
> Poltergeist
> O Silêncio dos Inocentes
> Entrevista com o Vampiro
> Drácula, de Bram Stocker (sei lá se é assim que se escreve!)
> Shrek
> Procurando Nemo
> Os Incríveis

> Aí tem uns 42 se não contei errado (contando até com o SW episódio 3 que eu
> nem assisti ainda!). Hehehe
>
>
> On 5/24/05, Nara Wendling wrote:
> > Hehehe! Eu tinha colocado Snatch, Shrek e As sete CARAS do Dr. LAU na
> > minha lista original de 29 filmes mas tive que tirar 9... :(
> >
> > Putz! Esqueci de Corra, Lola, Corra! Detalhe que eu estava ouvindo o
> > CD ontem!!! Tá até no meu CD player ainda!
> >
> > Agora... Quase famosos? Engraçado que tem um monte de gente que ama
> > esse filme e eu, sinceramente, não vi nada nele!
> >
> > Beijos,
> > Na.
> >
> >
> > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva wrote:
> > > Dogma (eu sabia que tinha que ter pelo menos uma comédia que eu
> > > gostasse), Doze macacos e Pulp Fiction esses são muito legais também,
> > > queria ter lembrado destes...Acho que vou ter que ampliar minha lista.
> > > Quem sabe os 50 melhores filmes, heim?
> > > Aquele dos vampiros intergaláticos que invadiam Londres e tinha uma
> > > mulher que corria pelada no campo com a polícia perseguindo.
> > > Rain Man.
> > > 21 Gramas.
> > > Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes.
> > > Dia de Cão.
> > > O Exorcista.
> > > O Dia Seguinte.
> > > Daí eu ia ter que por mais um do Aquira Kurosawa.
> > > Ben Hur (se eu vou colocar um épico vamos logo à fonte).
> > > Snacth.
> > > Tomates Verdes Fritos.
> > > Bird.
> > > Café Bagda.
> > >
> > >
> > > Ah meu Deus, essa lista não acaba.
> > >
> > > Quase famosos.
> > > Sherek.
> > > Doze Homens e um destino (esses de guerra são o máximo)
> > > Resgate do soldado Rain (não, esse sai, tá bom só a primeira meia hora)
> > > As Sete Cabeças do Dr. Low (era assim que chamava?).
> > > Aminésia.
> > > Clube da Luta.
> > > Fargo.
> > > Lola Corra Lola.
> > > A Noite dos Mortos Vivos (tá bom esse é só pra rir).
> > > A Outra História Americana. (a cena do cara quebrando o queixo do
> > > outro no meio fio ainda me dá pesadelos)
> > > Vocês lembram do Bebê de Rosimeire (esse dava calafrios)
> > > Invasores de Corpos
> > > Dos brasileiros tem:
> > > Deus e Diabo na Terra do Sol
> > > O Pagador de Promessas
> > > O Homem que Copiava
> > >
> > > Outro Faroeste: O Homem que Matou o Facínora (com o John Waine)
> > > Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembrança (só pra por um romancesinho)
> > > O Show de Trumam
> > >
> > > Ufa acho que acabou. Se bem que que se eu ler de novo esta lista eu
> > > vou tirar alguns filmes.
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > On 5/24/05, Nara Wendling <> wrote:
> > > > Não é uma lista definitiva, são só os que eu lembro agora e que eu
> > > > achei muito legais na época (menos Nosferatu, Os pássaros e Vertigo -
> > > > que não são da minha época! dãããã! :D ). Depois podemos juntar todas
> > > > as nossas lista e fazer uma versão final. O que vcs acham? ;)
> > > >
> > > > Nosferatu
> > > > Os pássaros
> > > > Vertigo (esqueci o nome me portugês)
> > > > Juventude transviada
> > > > Star wars
> > > > ET
> > > > Conta comigo
> > > > Edward Mãos de Tesoura
> > > > Pulp fiction
> > > > Contato
> > > > Sexto sentido
> > > > Matrix (só o primeiro filme)
> > > > 12 macacos
> > > > Clube da luta
> > > > Seven
> > > > Kill Bill
> > > > Amnésia
> > > > Requiem for a dream
> > > > O Fabuloso destino de Amelie Poulan
> > > > O Senhor dos Anéis
> > > >
> > > > PS: Juventude transviada também não é da minha época! :P
> > > >
> > > > Beijos.
> > > >
> > > >
> > > > On 5/24/05, Nara Wendling wrote:
> > > > > Minha lista está com 29 filmes... preciso fazer uns cortes! ;)
> > > > >
> > > > > Qual é o nome daquele filme legal com o Ben Affleck, sobre anjos e
> > > > > demônios, em que a alanis Morrissete é Deus?
> > > > >
> > > > > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva <> wrote:
> > > > > > lá vai minha lista, não esta em ordem, apenas são os que eu me
> lembro agora:
> > > > > >
> > > > > > 1. Senhor dos Anéis o Retorno do Rei.
> > > > > > 2. Star Wars - O Império Contra Ataca.
> > > > > > 3. Cidade de Deus.
> > > > > > 4. Lost Boys.
> > > > > > 5. Os Imperdoáveis. (eu adoro faroeste)
> > > > > > 6. O Bom, o mau e o feio (faroeste espaguetti)
> > > > > > 7. Matrix (o primeiro)
> > > > > > 8. Os Outros.
> > > > > > 9. Seven
> > > > > > 10. Silencio dos Inocentes.
> > > > > > 11. Ran. (esse vocês não conhecem...)
> > > > > > 12. Taxi Driver.
> > > > > > 13. Touro Indomável (estes dois da época que o De Niro fazia filme
> bom)
> > > > > > 14. Alien
> > > > > > 15. 2001 Uma Odisseia no Espaço
> > > > > > 16. Kill Bill (o primeiro)
> > > > > > 17. Blade Runner
> > > > > > 18. Apocalipse Now
> > > > > > 19. Dogville
> > > > > > 20. O Exterminador do Futuro (o primeiro de novo)
> > > > > >
> > > > > >
> > > > > >
> > > > > > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva
> wrote:
> > > > > > > O pior que eu acho que ainda é o muuuuuito legal. ;D
> > > > > > >
> > > > > > > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva <>
> wrote:
> > > > > > > > Sleep all day. Party all night. Never grow old. Never die.
> It´s fun to
> > > > > > > > be a vampire.
> > > > > > > >
> > > > > > > > Isso era o máximo prá mim com 14 anos.
> > > > > > > >
> > > > > > > > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva <>
> wrote:
> > > > > > > > > Muito Bem Narinha, vc me deu uma idéia, que tal a gente
> fazer um lista
> > > > > > > > > dos cem (ou então , apenas dos vinte melhores que a gente
> não tá com
> > > > > > > > > essa bola toda) melhores filmes que a gente já assistiu?
> Depois a
> > > > > > > > > gente comparava e via o que era igual. Com certeza
> Casablanca não
> > > > > > > > > entra na minha lista, o filme é muito chato, no lugar eu
> colocava Lost
> > > > > > > > > Boys, aquele dos vampiros.
> > > > > > > > >
> > > > > > > > > Segue um poster:
> > > > > > > > >
> > > > > > > > >
> > > > > > > > >
> > > > > > > > > On 5/24/05, Nara Wendling wrote:
> > > > > > > > > > OPSSSSSSS!! Lista errada!!! Cancela!! Hahahahaha!! Essa aí
> eu peguei
> > > > > > > > > > do profile de um cara no orkut só para ter idéias do que
> assistir!!!
> > > > > > > > > > Hahahahahaha!!!
> > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > A lista do The Best Of está indo agora... :S
> > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > Beijos.
> > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > On 5/24/05, Nara Wendling <> wrote:
> > > > > > > > > > > HUAHAUHAUHAUHAU!! Só vcs mesmo!! :D
> > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > Mas eu não gostei da lista, não... Baseado em que esse
> cara escolheu
> > > > > > > > > > > os filmes? "A noiva do Frankstein" em vez de
> "Nosferatu"? E pela idade
> > > > > > > > > > > da lista, parece que é a mesma desde a década de 70 e o
> carinha só
> > > > > > > > > > > acrescentou um nome ou outro mais recentes!!
> Hahahahaha!!
> > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > Bom, sei lá... não sou crítica de cinema ou grande
> conhecedora do
> > > > > > > > > > > assunto, mas se eu fosse fazer uma lista eu colocaria os
> filmes que
> > > > > > > > > > > mudaram alguma coisa, tipo o Matrix, que desde então
> todas as lutas
> > > > > > > > > > > são "lutas Matrix". Mas o cara deve ter considerado toda
> a trilogia e
> > > > > > > > > > > daí Matrix fica de fora! Aquela velha teoria sobre terem
> roubado o
> > > > > > > > > > > primeiro filme... hehehehe!
> > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > E o site não demorou porque é conexão discada, Wavs! No
> meu
> > > > > > > > > > > computador, que a conexão discada é super-power, levou
> séculos! Vi
> > > > > > > > > > > todos os emails antes de carregar a página inicial e
> decobrir que o
> > > > > > > > > > > Ro, querido, não tinha passado o link direto e ainda
> tive que esperar
> > > > > > > > > > > outras duas páginas igualmente demoradas abrir. E nem
> sei porque tanta
> > > > > > > > > > > espera! O site nem é tão pesado assim! Deve ser algum
> tipo de análise
> > > > > > > > > > > de quem está acessando... É o Echelon! Enquanto nós
> esperávamos ele
> > > > > > > > > > > fazia uma busca em nossos arquivos temporários e cache
> para traçar um
> > > > > > > > > > > perfil do interessado na Times!! Bom, enfim, quando
> finalmente abriu a
> > > > > > > > > > > lista eu acabei copiando em arquivo texto (não deu para
> colar no Word
> > > > > > > > > > > - memória insuficiente - ??? - era o Echelon ocupando
> toda a minha
> > > > > > > > > > > memória disponível...) para ler depois porque eu já não
> aguentava
> > > > > > > > > > > mais. Bom aí está. Agora dá para olhar com mais calma
> porque a
> > > > > > > > > > > primeira vista eu não conheço nenhum filme!!
> Huahauhauhauhauhahau!!
> > > > > > > > > > > Até o "City of God" passou despercebido! :)
> > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > Beijos,
> > > > > > > > > > > Na.
> > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > On 5/24/05, Carlos Wavel Chaves Filho < > carloswavel@gmail.com> wrote:
> > > > > > > > > > > > hahahaha
> > > > > > > > > > > > Muito bem, Rô! Muito bem!!!
> > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > On 5/24/05, Ronaldo Ribas da Silva < > ronaldo.ribas@gmail.com> wrote:
> > > > > > > > > > > > > hahahaha
> > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > Pô, mas ele fazia filme de farOeste e não de
> faroLeste...
> > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Carlos Wavel Chaves Filho < > carloswavel@gmail.com > wrote:
> > > > > > > > > > > > > > Esse site demorou horas pra abrir!!! Ai, como
> odeio conexão discada!!!
> > > > > > > > > > > > > > Mas na quarta a GVT vem instalar uma Webline aqui
> (25,00/mês), aí vai
> > > > > > > > > > > > ser só
> > > > > > > > > > > > > > festa! hahaha
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > Olha, eu vi vários desses filmes que o Rô falou.
> > > > > > > > > > > > > > Odi, sério que vc não viu "Cantando na Chuva"? Eu
> vi muito musical e
> > > > > > > > > > > > > > faroeste com meu avô...
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > E Rô, vc só errou o ponro cardeal. O Clint é
> Eastwood, não Westwood!
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Nara Wendling <>
> wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > Sitezinho demorado para abrir, hein? Que
> inferno! Nem consegui achar a
> > > > > > > > > > > > > > > lista ainda... tsc, tsc, tsc... :> > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Ronaldo Ribas da Silva < > ronaldo.ribas@gmail.com> wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > Vamos sair hj, nem q seja só prá bater papo?
> > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Odicesar Santi < > odicesar@gmail.com> wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > > Tá bom, tá bom!!!
> > > > > > > > > > > > > > > > > Você me convenceu...
> > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > Cabeção.
> > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Ronaldo Ribas da Silva < > ronaldo.ribas@gmail.com>
> > > > > > > > > > > > wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > > > Assisti sim, assisti Baby Face (lembra o
> "esqueceram de mim 1",
> > > > > > > > > > > > que
> > > > > > > > > > > > > > o
> > > > > > > > > > > > > > > > > > guri coloca um mafioso rindo e dando tiros
> para assustar os
> > > > > > > > > > > > ladrões?
> > > > > > > > > > > > > > É
> > > > > > > > > > > > > > > > > > aquele filme) e Cidadão Kane (sobre um
> cara que existiu mesmo e
> > > > > > > > > > > > era
> > > > > > > > > > > > > > > > > > dono de vários jornais e revistas da
> época, e no filme todo
> > > > > > > > > > > > queriar
> > > > > > > > > > > > > > > > > > saber o que era "rosebud" e no final
> aparecia que era um trenó
> > > > > > > > > > > > que o
> > > > > > > > > > > > > > > > > > cara tinha uando criança, mas na vida real
> era como o tal cara
> > > > > > > > > > > > > > chamava
> > > > > > > > > > > > > > > > > > a perseguida da amante).
> > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > Esses filmes passavam nas madrugas da
> globo quando eu era
> > > > > > > > > > > > criança.
> > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > O Bom, o Mau e o Feio, você lembra? com o
> Clint Westwood (não tô
> > > > > > > > > > > > > > afim
> > > > > > > > > > > > > > > > > > de procurar como se soletra), faroeste. O
> Imperdoáveis tb é
> > > > > > > > > > > > faroeste
> > > > > > > > > > > > > > > > > > com o Clint Westwood, ele dirige este
> filme, com o Morgan
> > > > > > > > > > > > Freeaman.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > Bonie and Clide, com o Warren Beatty.
> Casablanca acho que o
> > > > > > > > > > > > Waves
> > > > > > > > > > > > > > tem
> > > > > > > > > > > > > > > > > > até o Cd...
> > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Odicesar Santi < > odicesar@gmail.com> wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > "Conhecer" Cantando na Chuva eu também
> conheço.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > Mas eu não assisti o filme.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > E duvido que vc tenha assistido
> também... Hehehe
> > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Ronaldo Ribas da Silva < > ronaldo.ribas@gmail.com>
> > > > > > > > > > > > > > wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Deixa ver quais eu conheço:
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Baby Face, Blade Runner, Bonnie and
> Clide, A Noiva do
> > > > > > > > > > > > > > Frankenstain,
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Casablanca, cidadão Kane, cidade de
> Deus, ET, Encontrando
> > > > > > > > > > > > Nemo,
> > > > > > > > > > > > > > A
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Mosca, O Poderoso Chefão, O Bom, o mau
> e o feio, Os bons
> > > > > > > > > > > > > > Companheiros,
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > King Kong, Lawrence da Arábia, Senhor
> dos Anéis, Psicose,
> > > > > > > > > > > > Pulp
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Fiction, A Rosa Púrpura do Cairo, O
> Touro Indomável, A Lista
> > > > > > > > > > > > de
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Shindler, Cantando na Chuva, Star
> Wars, Um Bonde chamado
> > > > > > > > > > > > Desejo,
> > > > > > > > > > > > > > Taxi
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Driver e Os Imperdoáveis.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > 26 em cem, até que tá bom.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > On 5/23/05, Ronaldo Ribas da Silva < > ronaldo.ribas@gmail.com
> > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > wrote:
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Vejam uma lista no New York Times,
> sobre os melhores cem
> > > > > > > > > > > > > > filmes já
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > feitos. Cidade de Deus esta no meio.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > >
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > http://www.time.com/time/

sábado, 16 de abril de 2005

Oh, l'Amour...

UMA VISÃO BEM HUMORADA DO QUE É O AMOR ...

O amor não é algo que te faz sair do chão e te transporta para lugares que nunca vistes.
O nome disso é avião.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que escondes dentro de ti e não mostras para ninguém.
Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala.
O nome disso é bronquite asmática.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que chega de repente e te transforma em refém.
Isso se chama seqüestrador.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa.
Isso se chama pombo com caganeira.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que tu podes prender ou botar pra fora de casa quando bem entender.
Isso se chama cachorro.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que lançou uma luz sobre ti, te levou pra ver estrelas e te trouxe de volta com algo dele dentro de ti.
Isso se chama alienígena.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de ti.
Isso se chama controle remoto de TV.
O amor é outra coisa."

O amor é simplesmente... o amor.

Acabou!

Pois é, tem coisa que passa rápido, né?
E tem vezes que se a gente não resolve um problema, alguém o resolve pela gente.
Então desde anteontem, 14/04, eu não estou mais no novo emprego.
Mas pra ser sicero, acho que há males que vem pra bem...

quinta-feira, 31 de março de 2005

Novo emprego!

O blog tá meio parado, né?
Mas é que eu estou sem tempo agora.
Comecei num novo emprego anteontem, dia 29/03, como engenheiro mais uma vez.
Mas não sei se eu sirvo pra isso... Dar aula é tão melhor!!! Mas enfim, vamos ver onde isso vai dar, certo?

Ultimamente as coisas tem acontecido quando tem que acontecer, então não vou deixar a oportunidade passar!

Até mais! (se é que alguém ainda vem aqui!!!)
;o)

sábado, 19 de março de 2005

Sanduíche-iche

Olha, fazia tempo que eu não ria tanto!
Eu tinha ouvido no rádio (Pânico) sobre a tal "Tia do Sanduíche-iche", mas não fazia idéida de que era tão engraçado.
É uma nutricionista que foi dar uma entrevista, e por algum problema no retorno acabou falando de um jeito muito engraçado. Quem quiser assistir o vídeo só tem que clicar no link deste post. É de chorar de rir!
P.S.: alguns links da página que abrir podem não estar mais funcionando...

terça-feira, 15 de março de 2005

Peter Pan

Alguém aí sabe me dizer por que é que todo mundo cresce? Por que a gente amadurece?
Eu sei, é uma pergunta estranha, principalmente se você pensar que eu tenho 32 anos, certo? Mas é que ando meio saudosista ultimamente.

Tudo parecia tão mais fácil, e tão mais possível antigamente! Tinha tanta coisa pela frente, tanta coisa pra fazer, planos a cumprir, novas metas, longas listas de "resoluções de fim-de-ano" só esperando para se tornarem realidade...
E o tempo foi passando, e uma boa parte das resoluções, talvez até listas inteiras foram ficando para trás, no meio do caminho. Além disso, tanta gente que valia à pena foi ficando de lado...

Eu sei, eu sei, isso é normal, a vida é assim mesmo, a gente não realiza tudo que quer, nem todo mundo é perfeito, etc, etc.
Mas isso tudo não tem um porquê, não é mesmo? Apenas acontece.
Só isso: acontece, ponto final.

Pena que a gente não vem com manual de instruções...

P.S.: Ah, como eu detesto crise existencial!!!

segunda-feira, 14 de março de 2005

Mais filme: Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Pois é, vi mais dois filmes! Um no sábado, e outro no domingo.

O de sábado era uma comédia beeem despretenciosa. Em inglês se chama Dodgeball (Queimada ou Caçador), e em português se chama "Com a Bola Toda". É engraçado, mas é só passatempo mesmo. Não tenta e nem quer ser cabeça em nenhum momento. É diversão pra dia de chuva sem nada pra fazer.

O de domingo já foi mais "pesadinho". Se chama Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças. Gostei bastante do filme, e é daqueles que me deixam pensando um pouco mais na vida. Afinal, quem nunca teve vontade de apagar alguma memória da vida achando que ia ser melhor? Não vou filosofar muito pra não contar o final do filme. Mas recomendo!!!

domingo, 13 de março de 2005

Constantine

Pessoal, dei uma fugida na sexta à tarde e filme à estréia do Constantine.
O filme é bem bom! É filme de aventura, com horror e suspense, que deixa você grudado na poltrona sem querer piscar, mas desviando o olhar de vez em quando pra não dar pulo de susto. A história é boa, bem amarrada, e os efeitos são bons e aparecem somente quando são necessários. Um ponto alto é o Anjo Gabriel, um personagem interessante e surpreendente.
Só não vá assistir se você não curte quadrinhos da Vertigo ou esse gênero meio "dark".

Piadinha do Cotoco

Ah, eu sei que é humor negro, mas não resisti. Ouvi esses dias no rádio e me parti de rir. Depois contei pros meus amigos, e todos gostaram. Então, aqui vai a piadinha também:

Cotoco era um menino muito, muito, mas muito triste, pois não tinha os dois braços e as duas pernas . Os amigos sempre tentavam levá-lo pra passear e se divertir.
Um dia o pessoal resolveu ir à praia.
- Já sei! Vamos levar o Cotoco - disse alguém. . .
- É isso! Vamos, Cotoco, a gente vai pra praia e vamos te levar com agente.
- Não, de jeito nenhum! Vocês não vão se divertir se me levarem...
- O que é isso, Cotoco! A gente reveza e cuida de você.
De tanto insistirem o Cotoco resolveu ir, e chegando lá os amigos o colocaram bem na beirada da água, no rasinho e lá ele ficou se divertindo. Mas o pessoal se distraiu e ele foi ficando por lá.

De repente a maré começou a subir, subir e enquanto as ondas iam e vinham ele ia afundando, afundando. Cotoco então começou a se desesperar ...
- Socorro !!!!!!!!!!!! Socorro!!!!!!!!!! - gritava o Cotoco.
Foi aí que um cara que já tinha tomado todas o avistou de longe e correu para o resgate. Heróico, o bêbado pegou Cotoco nos braços e começou a nadar vigorosamente. E o Cotoco pensou:- Ufa! Agora estou salvo. . .
Porém o bêbado estava indo pro lado errado e quando finalmente o "pé de cana" estava com água na altura do peito lançou Cotoco violentamente para o fundo da água e gritou:
- Nade, tartaruguinha. . . nade. . . .

sexta-feira, 11 de março de 2005

Memórias de um Gordinho no Spa

Nossa! Já passou uma semana que eu voltei, e ainda não tinha colocado nada sobre os dias na Estância do Lago. Foram 3 dias e dois quilos!
Bom, lá vai um pouco das histórias engraçadas que eu passei.

Dia 1 - Dieta da Sopa - 470 calorias
Assim que cheguei, dei sorte de assistir um momento de meditação, conduzido pelo Prof. Júlio César Vallim. Ele é uma pessoa muito espiritualizada, e faz com que a gente pense na vida sem forçar a barra com o que fala. Logo depois, foi todo mundo pra caminhada.
A rotina é sempre a mesma: acorda, vai pra caminhada, chega e toma café, assiste palestra, vai pra musculação ou ginástica, almoça, volta pra alguma aula de atividade física, segue pra outra atividade, e depois relaxa porque ninguém é de ferro! hahaha Mas por mais que pareça massante, essa rotina é gostosa, divertida.
A parte engraçada foi começar a fazer amigos por lá. Eu continuo me enganando com a primeira impressão que tenho de algumas pessoas. Teve uma senhora que ao longo dos 3 dias se mostrou muito querida, mas que no começo eu não fui muito com a cara. Será que foi porque ela ficou me chamando de "Tony Ramos" na aula de hidroginástica?! hahaha

Dia 2 - Dieta da Proteína - 750 calorias
Opa, tinha mais caloria nesse dia! A quantidade de comida não muda muito, e a gente come o dia todo, mas nesse segundo dia eu sempre fico meio baqueado. É o choque do primeiro dia, afinal eu devia estar comendo umas 2000 e tantas calorias, e cheguei "solando" com 470!
Dessa vez, à tarde, teve caminhada externa, que é quando a gente pode dar uma volta pela região por perto da Estância. Tem alguns lugares muito bonitos por lá, bons pra espairecer.
A piada desse dia ficou por conta da coleta de sangue para exames. E não é que agora depois de grande eu dei pra passar mal quando tiro sangue! Por sorte a Viviane, uma enfermeira muito divertida que tem lá, apareceu e ficou me distraindo, aí nem deu pra dar muita cena. Que fiasco!

Dia 3 - Dieta de Fruta - 500 calorias
Esse foi o dia mais divertido. Uma das hóspedes, a Elisa, era uma das mais divertidas, e à certa altura, o pessoal se reuniu pra ver o que ia fazer.
Então começamos, "E aí, o que você vai fazer?", perguntava um. "Ah, eu vou fazer caminhada", "Eu vou fazer a aula de ginástica", até que a Elisa veio com "Eu vou fazer a unha!". Pode?! hahahaha Todos caíram na gargalhada.

Bom, foi mais ou menos isso. Pode ser que lendo nem seja tão engraçado, mas garanto que ao vivo isso tudo era impagável!
Até mais!

quinta-feira, 3 de março de 2005

FÉRIAS

Pois é, consegui parar por 3 dias, e vim parar na Estância do Lago.
Eu queria poder escrever contando um pouco de cada dia, porque aqui acontece tanta coisa engraçada!
Mas acho que vou ter que fazer um texto mais compridinho depois, contando as melhores de cada dia.
Vou escrever o "Diário de um Spa" hahaha
Não perca o próximo capítulo!
Ah, quem quiser ver alguma coisa, já coloquei algumas fotos no moblog http://wavel.textamerica.com

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2005

Tá doido?!?

Crendios, que esse blog tá ficando muito pra baixo!
Então, pra animar, lá vai...

Frase do Dia:
"Os psiquiatras dizem que uma em cada quatro pessoas tem alguma deficiência mental.
Fique de olho em três dos seus amigos.
Se eles parecem normais , o doido é você."
Posted by Hello

A Pessoa Errada

Recebi este texto, mas não consegui checar se é mesmo do Veríssimo.
Seja dele ou não, vale a pena dar uma olhadinha.

A Pessoa Errada
(Luis Fernando Veríssimo)

Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivencia e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente.
Existe uma pessoa que se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada.
Porque a pessoa certa faz tudo certinho. Chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas, mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas.
Aí é a hora de procurar a pessoa errada. A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor.
A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar que é pra na hora que vocês se encontrarem a entrega ser muito mais verdadeira.
A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa.
Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas.
Essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível.
Essa pessoa talvez te magoe, e depois te encha de mimos pedindo seu perdão.
Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar 100% da vida dela esperando você.
Vai estar o tempo todo pensando em você.
A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo.
Porque a vida não é certa, nada aqui é certo.
O que é certo mesmo é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo,conseguindo.
E só assim é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo", quando na verdade, tudo o que ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra gente...

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2005


Eu quero férias!!! Eu quero praia!!! Eu quero ir pra Floripa!!!
OK, ok, passou, passou!!!
 Posted by Hello

Old Waveland (pics)

Também tenho um moblog!
O endereço é http://wavel.textamerica.com/ caso alguém queira dar uma olhadinha nas fotos!

Atualização em 27/01/09: o MobLog deu lugar ao PicasaWeb e o Ovi. Desativei o perfil no TextAmerica, mesmo gostando dos serviços de lá, para simplificar minha vida com fotos.

Felicidade Realista

Um dia desses eu estava em uma pequena "discussão filosófica" com a Nara e o Vude, e a Nara conseguiu fechar o assunto com chave de ouro enviando este texto.

FELICIDADE REALISTA (Mário Quintana)

A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.
É o que dá ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.
Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente.
A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.
Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.
Se a meta está alta demais, reduza-a.
Se você não está de acordo com as regras, demita-se.
Invente seu próprio jogo.
Faça o que for necessário para ser feliz.
Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração.
Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

domingo, 20 de fevereiro de 2005

Conduta e Privacidade

Regras de Conduta
Um pouco de organização e ordem não faz mal à ninguém, não é mesmo? Para participar do Waveland, as seguintes regras são aplicadas:

Sobre os comentários
Eu sou responsável por aquilo que escrevo, mas também tenho responsabilidade por aquilo que você comenta. Sendo assim, não serão mais aprovados comentários:
- ofensivos/com palavrões
- não relacionados ao tema do post
- com excesso de miguxês
- com SPAM

Sobre cópia de conteúdo
Copiar textos alheios nunca foi bem visto em lugar nenhum, nem no mundo real, muito menos no virtual.
Se você se inspirar em algum dos meus posts, por favor, indique a fonte.
Se você copiar algum dos meus posts, seja educado e atribua a autoria do texto, colocando um link no final do seu post.

Política de privacidade
Os dados preenchidos nas páginas de comentários, tais como nome e e-mail, não são utilizados pelo blog para nenhum fim além de identificar o usuário. Se o visitante se identifica, posso entrar em contato com ele para responder eventuais perguntas ou dúvidas e nenhuma informação dos visitantes será utilizado para SPAM nem repassada a terceiros.

Para gerar renda, o blog utiliza empresas de publicidade de terceiros para veicular anúncios durante a sua visita ao nosso website. Essas empresas podem usar informações (que não incluem o seu nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone) sobre suas visitas a este e a outros websites a fim de exibir anúncios relacionados a produtos e serviços de seu interesse. Para obter mais informações sobre essa prática e saber como impedir que as empresas utilizem esses dados, saiba o seguinte:

Sobre AdSense:
- O Google, como fornecedor de terceiros, utiliza cookies para exibir anúncios no seu site.
- Com o cookie DART, o Google pode exibir anúncios para seus usuários com base nas visitas feitas aos seus e a outros sites na Internet.
- Os usuários podem desativar o cookie DART visitando a Política de privacidade da rede de conteúdo e dos anúncios do Google.

Sobre HotWords:
Para saber mais sobre, clique aqui.


That's me! Posted by Hello

Atualização em 27/01/09: nem sempre o Blogger era do Google, então as fotos para o perfil tinham que ser publicadas aqui mesmo... Eu mudei um tanto, e dá pra ver em outras fotos aqui pelo blog.

Começando a bloggar

Pois é! Eu sempre gostei de tecnologia.
Sempre gostei de estar "plugado", "conectado", estar na vanguarda.
E até agora, nada de criar um blog! E o pior, era por preguiça mesmo...

Então, vamos ver onde isso vai dar!
Vai que eu vicio nisso também, assim como foi com o palm, com orkut, com o gmail...

Vou me esmerar pra garantir alguma coisa que valha à pena ser visitada de vez em quando!

Abraço
Carlinhos