quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006

Rollercoasters: what can I say? Just enjoy the ride...

E lá vamos nós de novo...

Engraçado como essas coisas acontecem...
Você pode estar na sua, levando a vida ou deixando que ela lhe leve, e mesmo assim, de repente, não mais que de repente, lá está você de novo, sentadinho, afiveladinho, no carrinho da montanha-russa.
E enquanto ele sobe naquele "téin-teín-téin" "téin-teín-téin" ritmado, a paisagem se distancia e aquela primeira descida começa a apontar, você pensa: como é que eu vim parar nesse diacho?!

Não, meu caro, minha cara, você não vai lembrar muito bem como foi parar ali.
Não perca tempo.
Você só vai lembrar que esteve ali e que zummm, despencou, woosh, subiu de novo, virou, gritou, chorou, apertou a mão no banco pra ver se aguentava mais um pouco, e sorriu amarelo pra foto, pois sempre tem uma pra posteridade, e ufa, suspirou aliviado porque parou. Pronto, passou. Foi-se mais uma.

Epa, mais uma? - Ahã! Mais uma!
Como assim? Tem mais? - E quem disse que tinha acabado?
Mas peraí, como assim? - Hahaha, é assim mesmo... A opção para as montanhas-russas são os carrosséis, e você não quer ficar dando voltas no mesmo lugar, quer? Ah, e olha a labirintite!
(hahaha putz, tinha que apelar!)

Não perca tempo tentando achar razões além das óbvias.
Sim, as óbvias são as que explicam. O resto é trabalho de uma mente criativa, uma imaginação fértil, um pouco de frustração e pontadas de ressentimento.
Ruim, né? Então descomplique, go simple, e segure-se. Já está quase acabando!

Lembre-se que a fila anda! E pra todos! (Sim, todos, até pra última bolacha do pacote! rsrs) Só que a fila anda no ritmo dela. Pode ser que cheguem antes de você, ou depois, mas relaxe porque todos chegam lá!
E perceba que todos passam por montanhas-russas! Isso não é exclusividade sua! (nem da bolacha!) Você é especial sim, mas nem tanto pra só você ter seus passeios, altos e baixos.

Enquanto estiver na montanha, seja autêntico, principalmente pra você mesmo.
Quer gritar, grite! Quer sorrir, ria! Chorar? Chore. E jogue os braços pra cima também! Deixe a descida vir, pois o baixo passa. Mesmo que demore um pouco, ele passa! Dá um tempo pro tempo! Já tem subida pela frente, e a paisagem lá do alto vai ser linda!

E, finalmente, não esqueça de ser honesto com os outros também.
Afinal, todos vão ter seus baixos, mas ninguém precisa de um empurrãozinho pra isso!
Se não quer ajudar na subida, então não ajude na descida...

O link deste post leva à página da montanha-russa de madeira com a mais longa duração de passeio do mundo, a qual eu tive o prazer de ir em 1995. Ela se chama The Beast, e fica no Paramount King's Island, em Cincinnatti, Ohio. http://www2.paramountparks.com/kingsisland/attractions/category.cfm?ac_id=18
Enjoy the ride!