quinta-feira, 26 de junho de 2008

Ah, Shyamalan, Shyamalan...


Pois então. Fui ver o novo filme do Shyamalan. Aquele diretor do Sexto Sentido, que depois fez Corpo Fechado (nome horrível pra Unbreakable), aí fez Sinais, então A Vila, em seguida A Dama da Água, e agora Fim dos Tempos (The Happening, em inglês).
Uma coisa que eu aprendi depois de ver Sinais é que tenho que ir de mente aberta para ver os filmes dele. Não posso esperar nada. Tenho que assistir e depois digerir. Eu preciso de um tempo pra assimilar o que ele filma e dizer se gostei ou não.

Hoje, assim que acabou o Fim dos Tempos, um cara gritou no cinema, "Lixo!". E o cara do meu lado comentou pra ele mesmo, "Ninguém merece...".
Eu sorri pra mim mesmo e concluí que provavelmente só eu gostei do filme, ao menos nessa sessão.
O filme é um thriller que eu chamaria de científico. É suspense com ficção científica, pois se baseia em evolução. Tem mocinhos, donzelas e crianças em perigo, só que a grande sacada ficou nos inimigos:
(a próxima linha pode ser spoiler pra você, então passe o mouse por cima pra ler quem são os inimogos!)
as plantas e o vento!
Pode?! Sei lá se pode, mas achei a sacada genial!
As pessoas foram pra ver carnificina, explosões, fugas e peripécias automobilísticas, tiroteios. É por isso que Rambo IV e Cidade Alerta fazem sucesso. Mas ninguém quer pensar um pouco pra perceber que definitivamente, nós não somos perenes. Nós não somos intocáceis, indestrutíveis, imortais. Quer um exemplo idiota? Nós podemos morrer de uma hora pra outra de alergia a amendoim!!

Na minha modesta opinião, é um pouco de ingenuidade pensar que um evento como a maré vermelha não poderia acontecer em terra firme. E se algo assim acontecesse, quem garante que nós aguentaríamos o tranco?
Muitos vem achando que estão fazendo a "sua parte" comprando usando papel reciclado e indo às compras com sua sacolinha de tecido. Mas isso ainda é tão pequeno versus o tanto de estrago que se faz ao planeta. Sabia que a sua sacolinha de tecido que você usa todo orgulhoso no mercado pode ter poluído o ambiente na confecção do tecido?

Informação e falta de educação são o problema, mas isso é pra outro post.
Esse aqui é pra dizer que o filme do Shyamalan é um lixo. Mas é daquele lixo reciclável e que me fez sair de lá admirando um pouco mais o cara.

Pra acabar e eu ir dormir, deixo pra pensar a frase que é citada no filme, e que é atribuída ao Albert Eisntein:
"If the bee disappeared off the surface of the globe then man would only have four years of life left. No more bees, no more pollination, no more plants, no more animals, no more man.”, ou
"Se as abelhas desaparecessem da superfície do globo, então o homem teria apenas quatro anos de vida restantes. Sem abelhas, não haveria polinização, não haveria plantas, nem animais, nem o homem".

Não sei se você sabia, mas as abelhas estão acabando...