domingo, 28 de setembro de 2008

Blog do José Saramago

Não, eu não li o "Ensaio sobre a Cegueira". Eu também era cego...

Mas depois do filme eu me empolguei e o livro está nas minhas próximas aquisições.
Pra ir lendo enquanto isso, dá pra passar no Caderno de Saramago!

http://caderno.josesaramago.org

Boa leitura!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Emo Day 2008

Hoje, dia 24/09, é o Emo Day. Isso segundo o site Nadaver. É dia de falar sobre o Emo, elogiar o Emo, criticar o Emo, chorar com o Emo.
Achei a idéia de participar divertida, então, aqui estou.

Emo é uma figura engraçada.
Não consigo ter muito parâmetro para entender o que se passa pela cabeça do Emo, além de tesoura e gel pra ficar com a franja pendurada sobre o olho.

Eu sou de 72, então vi o movimento Punk e os Góticos e Darks na minha adolescência e juventude. Eles tinham uma razão, um motivo forte, para se tornarem parte de seus grupos.
O Punk queria a anarquia, queria quebrar regras, instituições e a cara de skinheads no meio do caminho. Por sinal, essa briga continua até hoje.
O Dark era um "New Wave" de preto. Era triste, queria chocar pelas cores escuras e acabar com os tons pastéis e os balonês dos anos 80.
E nessa "poesia" do Dark, eu lembro dos Góticos. Num resumo bem resumido, os Góticos pra mim era alguns Darks que resolveram jogar RPG no cemitério. Os Góticos também eram sombrios, mas eram mais vampirescos, tinham essa vertente teatral. Ainda dá a impressão de ver um Anime ou um personagem de filme andando pela rua quando vejo um Gótico.

Agora o Emo, eu ainda não entendi.
Emo vem de Emotional Hardcore, e era um sub-gênero do Hardcore Punk, que depois foi influenciado pelo Indie Rock. Pra mim, na minha bolha de alienação de mauricinho, é praticamente um Samba do Crioulo Doido.
É uma tribo engraçada de se ver, meio perdida, sem direção nem objetivos claros, abraçados conversando e "sentindo" a vida na porta do shopping.

Mas peraí, fiz umas contas e, no frigir dos ovos, eles são filhos de uma boa parte da minha geração: a geração Coca-Cola ou geração New Wave, como preferir.

Será que o Emo está assim, sem objetivo, e tem essa fama de chorão inconformado porque nós, Maurícios e Patrícias e afins, deixamos algum buraco aberto na educação dessa molecada?

Poutz, era só o que me faltava...


Sent from Gmail for mobile | mobile.google.com

P.S.: Tem mais no Top 5 Maniacs:
Top 5 você é Emo quando
Top 5 as 5 coisas que me irritam nos Emos

terça-feira, 23 de setembro de 2008

23/09

Faz um ano! Eba!

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Minha diarista ganhou no bicho!

Pois então. A minha diarista ganhou R$ 10.000,00 no bicho! Sério, 10 mil!

Ela é uma pernambucana muito engraçada, com histórias às vezes engraçadíssimas, às vezes de cortar os pulsos de tão triste. E ela fala algumas coisas errado, como "doi real", "déi real", "bolinho de arroi" e "pudinho de leite"

Aí foi aquela festa e tal, e minha mãe perguntou como ela escolheu o bicho que jogou. Ela contou que sonhou com a minha mãe, e que minha mãe pediu para ela ir à padaria comprar pão.
Eça lembrou do pão, e como o pão é feito de trigo, qual foi mesmo o bicho que ela jogou?!

Jogou no TRIGUE!!!
Uhúúú! Viva a Ortografia, amiga da Sorte lascada!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Nem tudo que você quer, você tem, mas...

"Experience is what you get when you didn't get what you wanted".
Randy Pausch

"Experiência é aquilo que você obtém quando você não consegue o que você queria".

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

El Principito

"Los hombres ya no tienen tiempo de conocer nada.
Lo compran todo hecho en las tiendas.
Y no hay tiendas donde vendan amigos."

El Principito. Antoine de Saint-Exupéry.
Desde Santiago, Chile.