quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A evolução dos meus Celulares


Faz um tempo que separei material pra fazer esse post, porque queria compartilhar a mudança de aparelhos celulares que fiz nos últimos anos. Tentei reunir o máximo de fotos, caixas e manuais pra fotografar antes de fazer uma limpa e jogar fora a papelada que já não tinha mais utilidade.

Eu comecei a usar celular quando a linha ainda era paga. Por sinal, comprar uma linha era bem caro! Tinha um mercado super rentável de linhas telefônicas, tanto fixas quanto móveis, que ruiu quando as linhas passaram a ser gratuitas e o assinante passaram a pagar os planos mensais. Mas isso é outra história que fica para outro post.

Meu primeiro aparelho foi comprado por volta 1994, se não me falha a memória. Era da Samsung, não lembro mais o modelo, mas lembro que era um tijolinho. Era pequeno, comparado ao Motorola MicroTac do meu pai que era um senhor tijolo. Depois desse veio um Nokia, depois um LG e mais tarde um Motorola. Com exceção deste último, todos os outros foram ganhando cada vez mais funções. Quando comprei o Motorola, resolvi voltar a usar um aparelho bem básico e investir em um computador melhor. Claro que foi uma idéia de jerico, e em janeiro de 2004 aproveitei uma grana extra que tinha recebido e comprei meu primeiro Smartphone: um Nokia 3650.

Foi o meu primeiro aparelho com Symbian e, na minha opinião, o teclado redondo que lembrava um disco de telefone antigo era o charme desse aparelho. Aprendi a instalar aplicativos e vi que tinha encontrado um aliado perfeito para o meu Palm m100, depois para o Palm T|E. A alegria durou até novembro de 2006, quando fui assaltado e levaram embora o brinquedinho.
Como dá pra ler ali no post do assalto, eu ainda tive coragem de pedir aos ladrões o chip da operadora e o cartão de memória, já que ele estava cheio de fotos e com o backup de mensagens. O menos ruim dos três que me assaltaram é que estava com o celular, e teve a compaixão de devolver o que eu pedi.

Sem Smartphone, comecei a procurar um novo modelo que atendesse às minhas expectativas, que agora já eram mais altas. Fiquei um tempo com um Samsung "simplão" até achar um outro que me agradasse, cortesia do meu irmão, até que em janeiro de 2005 conheci o Sony W810.
Não era Symbian. Não era tão "smart". Mas tinha um som como eu nunca vi igual até então. Mesmo não tendo como instalar aplicativos pra gerenciar calendário, banco de dados, etc, eu ainda tinha o Palm T|E, então o W810 caiu como uma luva. Ainda não tive outro aparelho que tivesse graves tão bons quanto esse aqui. E os acessórios que acompanhavam eram um show à parte: cabo de dados, cabo de áudio para ligar no som de casa, fone de ouvido que abafava os ruídos externos. O software da Sony era limpo, sem frescuras, rápido e fácil de usar. A agenda era bem completa e sincronizava com o computador como o Nokia 3650 já fazia. Só não pude resgatar as mensagens do cartão, já que eram incompatíveis entre um modelo e outro.

Foram dois anos de alegria, até que em abril de 2006, em uma baladinha em São Paulo, roubaram meu o W810 do meu bolso. Mal deu tempo pra perceber, e dessa vez não deu pra pedir cartão e chip de volta. Era uma gangue no club, roubando celulares, carteiras, bolsas mas como o lugar estava cheio não teve o que fazer além de registrar um BO e bloquear o chip e o IMEI do aparelho. Ao menos bloqueei com senha e o ladrão ia ter um pouco mais de trabalho pra destravar o bichinho.

Revoltado com o roubo e sem paciência para fazer uma nova busca pelo aparelho perfeito, entrei na TIM e comprei o celular mais barato que tinha. Nada de "smart" mesmo, só queria um "phone" e pronto. Naquela hora podia até vir sem câmera que eu não ia ligar. Aí veio o Motorola W375.
A caixa mostra um modelo prata, mas é todo preto. "É", porque esse ainda está comigo e fica de reserva. Tem uma câmera VGA e serviu bem pra ligações e SMS durante o tempo em que ele foi meu aparelho principal.
Tem também uma porta mini USB que serve para carregamento e para remover as fotos dele para um computador.
Os meus Motorolas não foram aparelhos excepcionais. Sempre foram aparelhos simples e cumpriram a função a que vieram. Mas eram tão simples e a bateria durava tão pouco que acabei ficando com uma impressão ruim da marca.

Em abril de 2007, logo após acabar a fidelidade associada ao aparelho, voltei à loja e não resisti. Fucei, mexi, testei, mas a oferta que me fizeram com o Nokia N73 era irresistível. Tinha plano com boa quantidade de minutos, pacote de dados e eu voltaria a ter um Smartphone! Feito, passa pra cá o N73!

Voltei à carga total e saí instalando o que achava de programa compatível, pago ou freeware. Foi com o N73 que conheci o Fring, o Nimbuzz, a nova versão do BBirthday, o Google Maps no navegador do celular. Sentia falta de wi-fi, mas o bluetooth e a câmera desse modelo já me faziam feliz.

Em 2008, comecei a prestar mais atenção nos modelos lançados, e por mais que estivesse namorando um Sony K850 há algum tempo, percebi que não conseguiria trocar um "smart" por um fone multimídia novamente. Se fosse pelo som, eu usaria os fones de ouvido do "falecido" W810 que ainda tinham ficado comigo.
O ano foi cheio de lançamentos. Praticamente todo mês tinha uma nova enxurrada de modelos, e a Nokia vinha investindo em aparelhos com design menos extravagante (pra não dizer feio) e com funcionalidades excelentes! Comparei, listei, e tudo o que eu queria era um sucessor pro meu N73. Dessa vez, queria wi-fi. Se viesse com GPS, ótimo, mas o wi-fi era indispensável, já que eu pretendia usar o aparelho para fazer chamadas usando Skype via Fring e Nimbuzz.

Em março de 2009, achei o sucessor: o Nokia N78. Tem as funcionalidades padrão de hoje em dia como bluetooth, slot de cartão, câmera 1.3MP. Tem o wi-fi que eu tanto queria. Tem GPS, e eu aprendi que estava perdendo tempo sem usar um navegador de celular com localização por satélite! Nada mais de imprimir o mapa do Google Maps pra encontrar o endereço! E uma das coisas legais e úteis que ele tem é um transmissor de FM, para transmitir as músicas gravadas nele em um rádio que esteja entre 2 e 3 metros de distância. Curto, mas perfeito pra ouvir meus MP3s no carro!


O transmissor vem desabilitado por padrão, já que sabe-se lá porquê a Anatel não autorizou, mas existe uma variedade enorme de sites que explicam como ativar o transmissor, que vem instalado nos aparelhos comercializados no Brasil. É um bloqueio de software e não a ausência da antena que impossibilita a transmissão. Só vale lembrar que quando se faz um tipo de alteração como esse, pode-se colocar o aparelho em risco não coberto pela garantia. Fica por sua própria conta e risco.

Acho engraçado que por mais que goste de "gadgets" e adore esses "smartphones", eu ainda não caí de amores pelo fabuloso iPhone, mas óbvio que ainda não descartei comprá-lo algum dia desses!
Gostei também dos novos lançamentos com tela touchscreen da Samsung e da Nokia, e muito provavelmente não troque mais de marca, já que sou Nokia-maníaco convicto.

Já, já, chega março de 2010 e a nova fidelidade assinada vai embora. Começa em breve a nova caçada ao aparelho perfeito. Alguma sugestão?

sábado, 29 de agosto de 2009

Preguiça e Movimento

O Twitter acabou me fazendo ficar preguiçoso, então acabo escrevendo mais lá do que aqui. Por sinal, se quiser me seguir por lá, clica aqui, ó.

Mas isso não significa que Waveland está abandonado. Eu diminuí o ritmo dos meus posts aqui por várias razões, o trabalho tem me tomado muito tempo e eu tenho me dedicado mais à vida "off-line" do que "on-line".
Afinal, já que se está na Matrix, vamos fazer dessa experiência uma história cheia de coisas pra contar! rs

A cabeça anda cheia de idéias, tenho vários posts engatilhados, então, já, já eu venho aqui.

Mas por enquanto, eu vim compartilhar esse clip. Ultimamente, essa música é a que me tem feito levantar e curtir a vida. Aproveita minha gente, que a vida é uma festa!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Filosofia de Seriado...

Por motivos diversos que não vem ao caso, eu cancelei a assinatura da TV a cabo.
Não acompanho mais Grey's Anatomy nem Lost pela TV, mas vou seguindo informado através dos amigos e da internet.

E esses dias eu assisti o final desta última temporada de Grey's Anatomy no YouTube, quando a Izzie e o George morrem, ou ao menos, fica subentendido que eles estão subindo desta para a melhor.
E de repente, sou presenteado com mais este texto narrado pela Meredith Grey, que achei tão lindo que mereceu vir parar aqui, pra reativar o blog e os posts de filosofia de seriado de TV.

MEREDITH (closing voiceover): "Did you say it? 'I love you. I don't ever want to live without you. You changed my life.' Did you say it? Make a plan. Set a goal. Work toward it, but every now and then, look around; Drink it in 'cause this is it. It might all be gone tomorrow."

Tradução: "Você disse? 'Eu te amo. Eu não quero mais viver sem você. Você mudou a minha vida.' Você disse? Faça um plano. Estabeleça uma meta. Trabalhe em direção à ela, mas de vez em quando, olhe em volta; Beba deste momento, porque é isso. Isso tudo pode ter ido embora amanhã."

So, did you say it?

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Tempo, mano velho

Fazia tempo que eu não ficava tão sem tempo assim!
A vida anda corrida, acelerada, cheia e intensa. É a montanha russa que insiste em voltar de vez em quando e sempre.
A cabeça está cheia de idéias, mas tem me faltado minutos pra colocar as coisas em ordem e passar por aqui pra compartilhar.
Mas como o bom e novo Twitter é ótimo pras coisas instantâneas, quem quiser, pode me ler por lá também e ver o que anda acontecendo e por onde anda minha cabeça, meu corpo e meus pensamentos. Lá, meu alterego é o @wavel.
Mas já, já, eu volto!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

DJ Joel Guglielmini na Adidas House Party

Coisa boa de amigos, a gente sempre divulga, né?
Então, eu sou amigo de um novo DJ novo que está ficando cada dia mais famoso por onde passa, o danado!
O nome dele é Joel Guglielmini, e dessa vez ele toca na festa da ADIDAS!

O nome é Adidas House Party, vai ser uma super festa só pra convidados e ele toca lá.
Infelizmente, eu não sou um dos 500 felizardos que receberam convite, mas não podia deixar de divulgar o trabalho desse guri.

Quer saber mais? Siga os links:
http://rraurl.uol.com.br/joelguglielmini
www.myspace.com/joelguglielmini
http://vivelamusique.wordpress.com/

terça-feira, 28 de abril de 2009

Eu e meus objetos de desejo! Nokia rulez!

N78 - Share on OviEu estava dando uma olhada no meu próprio blog, pensando em escrever sobre o meu mais novo brinquedinho, e me deparei com o meu post no ano passado sobre a mesma coisa! Faz um ano que troquei de celular! Olha aqui.

Pois então, foi o seguinte. O N73 é um aparelho excelente, nunca me deixou na mão. Mas como eu sou um gadgeteer e não consigo ficar muito tempo sem uma bugiganga tecnológica nova, comecei a namorar os novos modelos da Nokia que tinha um bom custo-benefício.

Depois que voltei pra Nokia, não penso mais em sair dela.
A Motorola me decepcionou com seus aparelhos ruins de usar e meio capengas.
A Sony Ericsson, apesar de ter me feito muito feliz com o W810 série Walkman, que era um aparelho amravilhoso pra música, mantém uma política muito estranha de preços, sempre altos e quase nunca em promoção. A Sony é ótima com suas séries Walkman e Cybershot, mantendo sempre qualidade excepcional.
Já a Nokia, que de vez em quando lança uns aparelhos com designs muito esquisitos (lembra daquele tipo "Elo Mágico") ou até uns meio apeluciados ou com couro, tem em deixado cada vez mais satisfeitos, tanto com o hardware, quanto com os softwares e serviços que ela agrega.

O meu novo brinquedinho é o N78 e a foto no começo do post é a cara dele logo após sair da caixa. E eu tirei a foto com o N73! :D

Bom, vamos às comparações? Eu sentia muita falta de Wi-Fi e 3G no meu N73. Adoro navegar no celular e usar Edge pra isso às vezes era cansativo. Outra característica que gostei muito foi o GPS (a-GPS) integrado. Gostei da brincadeira andando de carro em São Paulo e me diverti fazendo a mocinha do GPS recalcular a rota e me mandar esperar enquanto ela recalculava!
Um ponto ruim foi que a Anatel boicotou o transmissor de FM do aparelho! Ele tem um transmissor que funciona na distância de até 3 metros para tocar as músicas do celular direto no som do seu carro. Não sei porque cargas d'água a Anatel impediu esta funcionalidade nos N78 comercializados no Brasil, mas liberou no novo N85. De qualquer maneira, descobri navegando na net que pode-se habilitar esse transmissor já que o hardware vem no aparelho. É um bloqueio de software. Como não pretendo perder a garantia, vou deixar o bichinho como está, e no futuro tento ver se faço o transmissor funcionar.
As fotos são excelentes para o meu padrão de exigência, o que quer dizer que ainda não é desta vez que eu compro uma câmera digital. Fico bem feliz com as fotos que tiro no celular e penso que o flash em led melhorou muito nos novos aparelhos.

Só tive um problema até agora nessa compra. O processo de compra em si. Veja a novelinha: depois de muito pesquisar na net, aproveitei um fim de semana em São Paulo e fui à Loja Nokia (que é linda!) na Rua Oscar Freire e conheci o N78 de perto. depois de muito fuçar e encher o vendedor de perguntas, que foram todas respondidas com conhecimento de causa, decidi comprar. Infelizmente, deu um pau geral nas redes naquele domingo, 15/03, nem a internet funcionava direito em vários lugares, então a compra no cartão de crédito não foi possível.
No dia seguinte, segunda, 16/03, triste mas ainda resoluto, comprei o aparelho pela Loja Virtual da Nokia. Beleza, previsão de chegada em até 3 dias. Em 2 dias, na quarta-feira, chega a caixa em casa. Comecei a abrir, mas quando li Loja Nokia (powered by Submarino), gelei. Nas minhas últimas compras com o Submarino eu não tenho sido muito feliz. Quando comprei meu Palm Lifedrive ele simplesmente não ligava e tive que devolver palm, teclado e roteador que estavam em promoção pra poder trocar por um funcionando.
Abri a caixa, tirei a papelada, conferi e estava tudo ali. Abri a caixa do celular, coloquei a bateria e apertei o botão "liga" do celular. E o maldito não ligou! Foi a maldição do "Powered by Submarino" que faz com que os aparelhos eletrônicos que compro lá simplesmente não liguem! Eles chegam "Powerless by Submarino"!!!
Fiz o que pude, liguei pra assistência técnica da Nokia, fui atendido por uma mulher-robô que queria que eu mandesse meu N78 novinho pra consertar, até que, no dia seguinte, falei com o gerente da Loja Nokia em São Paulo. O cara foi super educado e orientou que eu trocasse o aparelho com o Submarino, visto que ele era novo e chegou com defeito. Beleza, voltei ao processo "troca by Submarino", me pediram 7 dias úteis que viraram 12 úteis, e finalmente voltei a ser feliz com a Nokia!

Bom, chega né? Vou lá fazer uma chamada, tirar umas fotos, navegar na net, fazer uploads de umas fotos e passear de GPS. Desse texto, só posso concluir o seguinte: atualmente, pra mim, Nokia rules!

segunda-feira, 30 de março de 2009

Tudo e Sempre

Meus blogs andam um pouco quietos.
A falta de tempo, a cabeça cheia e um período de introspecção têm me mantido longe.
Enquanto a vida online anda a passos lentos, a vida off-line está correndo.
Trabalho, viagens, amigos, várias coisas acontecendo, mas nada que eu quisesse correr pra cá pra dividir.

Hoje, juntando pensamentos e microposts que fui criando nessas semanas, a vontade de compartilhar pensamentos voltou.

A efemeridade do Amor
Sabe aquele amor do Vinícius?
Aquele que não é imortal, posto que é chama, mas que é infinito enquanto dura?
Pense nele um pouco só.

Só mais um pouco...

Essa é uma das definições poeticamente mais pragmáticas que já li. E uma das mais lindas.
Amor assim é o que praticamente toda pessoa procura. Digo praticamente, porque sempre tem um do-contra. Ele é intenso e infinito enquanto está vivo, mas não é imortal. Ele é útil, tem um objetivo, um propósito claro, e se esvanece quando não se cuida dele.
Se eu sou uma pessoa "high-maintenance" no melhor estilo "Geller" (ver Monica Geller, de Friends), o amor, se fosse uma pessoa, seria muito pior.

Amor é sempre, não é ainda.
Se você ainda ama alguém, repense.
Se alguém ainda tem espaço na sua vida, repense.
Amor, pra ser desse poético, desse que dá vida à vida, tem que dar a sensação de presente, de infinito, eterno. Se ele for assim, ele resiste até à distância, à turbulência, o mau tempo e a gripe.
Se ele for infinito enquanto dura, ele dura infinitamente.

Tudo
Hoje eu vi uma demonstração que me fez concluir o que eu já vinha pensando e escrever este post.
Eu vi um rapaz, tinha cara de uns 40 e poucos anos, respondendo a um questionário de seguro de vida e, quando perguntado sobre os beneficiários, ele deu uma das respostas mais legais que eu já ouvi.
-"Quais seriam os beneficiários?", perguntou a gerente sorridente.
-"Maria fulana de tal", pausou para a gerente escrever, e completou: "e Cecília sicrana de tal."
-"Qual o seu parentesco com a Maria?"
-"Maria é minha mãe."
-"Ah, OK. Que lindo, pensar em sua mãe assim.", comentou a gerente, num misto de Poliana e Felícia dos Tiny Toons.
-"Pois é, ela que me criou, que me educou. Se alguma coisa acontecesse comigo, ela não podia ficar desamparada. Eu ainda a ajudo."
-"Certo. E a Cecília?"
-"A Cecília é tudo mais."
A gerente parou, meio desconcertada. (Acho que eu também parei e estiquei mais um pouco a orelha).
-"Como assim?", perguntou a gerente, curiosa com a resposta.
-"Eu não sou casado com a Cecília, nós vivemos juntos. Ela não é minha esposa. Ela é tudo pra mim. Ela é minha esposa, minha amiga, minha amante, minha vida."

Se eu não me engano, era uma lágrima que a gerente tentou segurar...

Eu? Perdi o resto da conversa... Saí do banco, feliz por Cecília e ele. Faço meu seguro outro dia, porque a vida é chama, e infinitamente duradoura.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Never too late

No dia 11/03, indo trabalhar, eu ouvi essa música na Mundo Livre FM.
A letra é simplesinha, mas era o que eu queria ouvir aquele dia.

Se quiser ouvir, procura no Blip.fm que você acha.

Never Too Late
Michael Franti and Spearheads

Don't fear your best friends, because a best friend would never try to do you wrong.

And don't fear your worst friends, because a worst friend is just a best friend that's done you wrong.

And don't fear the night time, because the monsters know you're divine.

And don't fear the sunshine, because everything is better in the summertime.


But it's never too late to start the day over, it's never to late, pick up the phone.

You know it's never too late to lay your head down on my shoulders,

it's never too late just come on home.

Don't fear the water, because you can swim inside you within your skin.

And don't fear your father, because a father's just a boy without a friend.

And don't fear to walk slow, don't be a horserace, be a marathon.

And don't fear the long road, because on the long road you got a long time to sing a simple song.

But it's never too late to start the day over, it's never too late, pick up the phone.

You know it's never too late to lay your head down on my shoulders,

it's never too late just come on home.


Don't fear your teachers, because if you listen you can hear music in a school bell.

And don't fear your preacher, if you can't find heaven in a prison cell.

And don't fear your own self, paying money to justify your worth.

And don't fear your family, because you chose them along time before your birth.


But it's never too late to start the day over, it's never too late, pick up the phone.

You know it's never too late to lay your head down on my shoulders,

it's never too late just come on home.

Hold to your children, hold to your children, hold to your children,
let them know.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Umazinha por mês

Uma leitura decente por mês! Pelo menos uma! E você já pensou bobeira quando leu esse título, né?

Bom, entre as metas desse ano, resolvi voltar a ler como eu lia antigamente.
Quando eu era mais novo, eu devorava livros.

Sim, eu sei, eu tinha mais tempo, claro, mas eu adorava ler tanto quanto aprendi a gostar de filmes depois do videocassete e o DVD.
Por sinal, eu cheguei à conclusão esses dias que a TV a cabo e a minha paixão por filmes me deixaram preguiçoso pra ler.

Eu já cheguei a ler 2 livros em um mesmo dia, na adolescência, começando depois de chegar da escola e só parando na madrugadinha do dia seguinte. Mas depois que meu pai comprou nosso primeiro videocassete, e mais tarde, quando comprei meus próprios videos ou meu DVD player, essa façanha de quantidade se repetiu com filmes e não mais com livros.

Não prezo a quantidade mais que a qualidade, pois não me adiantaria ler volumes inteiros sem absorver nada do que lia, mas na época eu era bom nisso. Eu conseguia me concentrar e entrar na história, e muito do que aprendi a falar e escrever hoje em dia, eu devo aos vários Machado de Assis, Marcos Rey, Maria Clara Machado, Lúcia Machado de Almeida, Clarice Lispector e tantos outros autores que li.
Eu era tão nerd que eu lia enciclopédia pra passar o tempo... :D

Então, pra voltar à ativa, a minha lista desse ano, começando agora em março, já que só agora resolvi fazer isso, ficou assim:
- Março: Neuromancer, de William Gibson e terminar GTD, de David Allen
- Abril: Os Sete, de André Vianco
- Maio: A Vida, o Universo e tudo mais, Douglas Adams (Vol.3 do Guia do Mochileiro das Galáxias)
- Junho: Até mais, e obrigado pelos peixes!, Douglas Adams (Vol.4 do Guia do Mochileiro das Galáxias)
- Julho: em aberto (eu devo reler Belas Maldições, de Neil Gaiman e Terry Pratchett)
- Agosto: em aberto
- Setembro: em aberto
- Outubro: em aberto
- Novembro: em aberto
- Dezembro: em aberto

Obs.: eu ainda estou organizando meus livros que estão parados esperando pra serem lidos, por isso a lista ficou em aberto de julho a dezembro. Se você tem alguma indicação pra eu ler, ou já leu algum desses, envie em um comentário!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Caiu na rede social, pode ser peixe.

O crescimento exponencial do uso das redes sociais tem sido visível em toda a mídia. Quem não tem perfil no Orkut, tem no Facebook ou no MySpace. E quem não quer ter perfis nessas redes porque são "pessoais" demais, acaba apelando para as redes com cunho mais "profissional", como LinkedIn, Plaxo e outras que tem aparecido. Isso ainda quando a pessoa não tem perfis em todas essas redes, e acaba criando mais um perfil no Meadiciona.com.br para organizar a bagunça e padronizar o modo de divulgar seus vários perfis aos amigos, colegas e conhecidos.

Um das redes que tem crescido muito é o Twitter, uma ferramenta de microblogging onde o usuário (Twitterer ou Twitteiro) cria seus posts em até 140 caracteres. Ela é a terceira mais usada, só perdendo para o Facebook e o MySpace (fonte). A idéia inicial era simples, até boba: atualizar o seu status via celular (por isso o limite de caracteres) dizendo o que você está fazendo naquele momento. Essa é a pergunta que se lê no site do Twitter: "What are you doing?" ("O que você está fazendo?").

Eis que os usuários começaram a ver nessa ferramenta um jeito rápido e prático de trocar informações, dicas, sites, anúncios de emprego, pedidos de ajuda e soluções, entre tantos outros usos que só a imaginação conhece.

E dê olho nisso, claro que várias empresas criaram suas contas e começaram a interagir. O peixe nessa rede pode ser grande!
No Twitter não se tolera spam, mas em compensação, não se perde uma boa promoção ou dica caso ela apareça. O Wal-mart tem o usuário @mundowallmart para divulgar descontos em suas lojas e a Dell tem o seu @delloutlet com links para venda de equipamentos com descontos de 30%. O da Dell, por enquanto, só funciona nos EUA, mas sabe-se lá quanto tempo eles vão demorar para trazer isso para o nosso mercado.

Quer mais exemplos?
@camiseteria -Venda de camisetas pela Internet
@mundowallmart – Produtos com descontos exclusivos da rede
@delloutlet – Venda de equipamentos com descontos de 30%
@desafioLG - Promoção da LG que presenteou os concorrentes com notebooks recém-lançados.
@betobeetle - "usuário" fictício da VolksWagen que enviava notícias e promoções diretamente do Salão do Automóvel em São Paulo.
@oleitorvoraz – Promoções com livros
@conversando – Promoções de Tennis da marca All Star
@decolar - Passagem e pacotes aéreos
@bluebus - Notícias sobre publicidade
@sescsp - Programação das Unidades SESC
@plugmeaudiobook - Venda de audiolivros.

Então, profissionais de Marketing e marketeiros de plantão: que tal dar uma olhada em mais essa mídia?
Um canal direto de promoções, dicas sobre produtos e avisos (virais!) sobre lançamentos seriam mais um diferencial, não?

Curtiu? Comente! Não curtiu? Comente!

P.S.: se tiver a curiosidade de clicar nos links acima, não deixe de visitar o @vitorfasano e @dercigoncalves. Ele ganhou prêmio com perfil fake (falso) de 2008 e a Derci enviava notícias póstumas até poucos dias atrás.

P.S.2: mais informações? Clique aqui também. Foi a partir do post do Ice Cream Now que eu me inspirei pra escrever este.

P.S.3: este post foi integralmente reutilizado a partir do que eu escrevi no blog interno da empresa em que trabalho. Gostei tanto dele que resolvi aproveitar aqui.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Frase do dia

Ando meio sem tempo, mas cheio de idéias, então não posso deixar de passar a frase que ouvi no áudio-livro do David Allen, Getting Things Done Faster.

"Vision without a task is only a dream. A task without a vision is but drudgery. But vision with a task is a dream fulfilled."
Willie Stone

"Visão sem uma tarefa é somente um sonho. Uma tarefa sem visão é nada mais que um trabalho enfadonho. Mas visão com uma tarefa é um sonho realizado."



2009 vai ser ano de sonhos, visão e tarefas.
E de vender lenços...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Frase do dia

"Na crise, há quem chore e há quem venda lenços."

Frase para reflexão, postada dia 02/02 no blog interno da empresa em que trabalho.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

O pai do Playmobil

No meio de tanta notícia que recebi hoje, boas e ruins, uma que me chamou atenção foi a de que faleceu Hans Beck, o criador do Playmobil, aos 79 anos.


Sem querer soar piegas, Beck foi responsável por muita alegria na minha infância.
Que ele esteja num lugar melhor, com circos, naves espaciais, domadores, cães amestrados, focas e leões.



Mais informações aqui, aqui e aqui.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Indicados à Framboesa de Ouro 2009

E já que eu listei os indicados ao Oscar 2009, vou ser justo e listar os indicados à Framboesa de Ouro 2009.
O Golden Raspberry Award, ou Razzie AwardRazzie Award, é a premiação dos piores filmes e atores do ano, afinal o equilíbrio do Universo precisa ser mantido.

Por incrível que pareça, tem até Al Pacino como pior ator, mas achei divertido ter Paris Hilton como pior atriz.

Quer se divertir? Dê uma olhada na lista:

Pior filme:
Super-heróis - A liga da injustiça e Espartalhões
Fim dos tempos
A gostosa e a gosmenta
Em nome do rei
O guru do amor

Pior ator:
Larry the Cable Guy - Witless protection
Eddie Murphy - O grande Dave
Mike Myers - O guru do amor
Al Pacino - 88 minutos
Mark Wahlberg - Max Payne

Pior atriz:
Jessica Alba - O olho do mal
Todo o elenco de Mulheres - O sexo forte - Annette Bening, Eva Mendes, Debra Messing, Jada Pinkett-Smith e Meg Ryan
Cameron Diaz - Jogos de amor em Las Vegas
Paris Hilton - A gostosa e a gosmenta
Kate Hudson - Um amor de tesouro

Pior ator coadjuvante:
Uwe Boll - Postal
Pierce Brosnan - Mamma mia
Ben Kingsley - O guru do amor
Burt Reynolds - Em nome do rei
Verne Troyer - O guru do amor

Pior atriz coadjuvante:
Carmen Electra - Super-heróis - A liga da injustiça
Paris Hilton - Repo! The genetic opera
Kim Kardashian - Super-Heróis - A Liga da Injustiça
Jenny McCarthy - Witless protection
Leelee Sobieski - 88 minutos

Pior casal em cena:
Uwe Boll e QUALQUER ator, câmera ou roteiro
Cameron Diaz e Ashton Kutcher - Jogos de amor em Las Vegas
Paris Hilton e Christine Lakin ou Joel David Moore - A gostosa e a gosmenta
Larry the Cable Guy e Jenny McCarthy - Witless protection
Eddie Murphy E Eddie Murphy - O grande Dave

Pior prólogo, remake, sequência ou cópia:
O dia em que a Terra parou MESMO
Super-heróis - A liga da injustiça
Indiana Jones e o reino da caveira de cristal
Speed Racer
Star Wars - A guerra dos clones

Pior diretor:
Uwe Boll - Postal
Jason Friedberg & Aaron Seltzer - Super-heróis - A liga da injustiça e Espartalhões
Tom Putnam - A gostosa e a gosmenta
Marco Schnabel - O guru do amor
M. Night Shyamalan - Fim dos tempos

Pior roteiro:
Super-heróis - A liga da injustiça e Espartalhões
Fim dos tempos
A gostosa e a gosmenta
Em nome do rei
O guru do amor

Prêmio pela PIOR carreira
Uwe Boll - a resposta da Alemanha para Ed Wood

Quer compartilhar os seus piores do ano? Comente o post.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Indicados ao Oscar 2009

Assim como o Carnaval e o Natal, lá vem o Oscar de novo!
E quando se fala nele, eu lembro, inevitavelmente, da Ane, da Vivi e do Ale. Estes são 3 dos meus melhores amigos e, com eles, eu compartilho a paixão pelo cinema. Engraçado ainda não termos nos reunido para assitirmos juntos uma dessas premiações...

Este ano, o 81º Oscar vai ao ar no dia 22 de fevereiro, bem no meio do Carnaval. Quero ver como a Globo vai fazer para transmitir o Oscar na mesma hora dos desfiles das escolas de samba, mas isso é outra história.

A lista dos indicados foi divulgada na sexta-feira passada e veio sem muitas surpresas, já que vários deram as caras no Golden Globe.

Dê uma olhada na lista abaixo e se quiser se divertir, imprima a folha de votação oficial do Oscar e já aposte em seus ganhadores.
Nada como um bolão "cult" com os amigos de vez em quando!
Vou ver se os meus amigos topam a brincadeira este ano.

Melhor Filme
Quem Quer Ser Um Milionário?
O Curioso Caso de Benjamin Button
Frost/Nixon
Milk - A Voz da Igualdade
O Leitor

Melhor Direção
“O Leitor”, Stephen Daldry
“O Curioso Caso de Benjamin Button”, David Fincher
“Quem Quer Ser Um Milionário?”, Danny Boyle
“Milk - A Voz da Igualdade”, Gus Van Sant
“Frost/Nixon”, Ron Howard

Melhor Ator
Mickey Rourke, “O Lutador”
Sean Penn, “Milk - A Voz da Igualdade”
Frank Langella, “Frost/Nixon”
Brad Pitt, “O Curioso Caso de Benjamin Button”
Richard Jenkins, “The Visitor”

Melhor Atriz
Kate Winslet, “O Leitor”
Meryl Streep, “Dúvida”
Anne Hathaway, “O Casamento de Rachel”
Angelina Jolie, “A Troca”
Melissa Leo, “Rio Congelado”

Melhor Ator Coadjuvante
Heath Ledger, “Batman - O Cavaleiro das Trevas”
Philip Seymour Hoffman, “Dúvida”
Michael Shannon, “Foi Apenas Um Sonho”
Josh Brolin, “Milk - A Voz da Igualdade”
Robert Downey Jr., “Trovão Tropical”

Melhor Atriz Coadjuvante
Penélope Cruz, “Vicky Cristina Barcelona”
Viola Davis, “Dúvida”
Amy Adams, “Dúvida”
Taraji P. Henson, “O Curioso Caso de Benjamin Button”
Marisa Tomei, “O Lutador”

Melhor Roteiro Original
“Milk - A Voz da Igualdade”
“Wall-E”
“Na Mira do Chefe”
“Simplesmente Feliz”
“Rio Congelado”

Melhor Roteiro Adaptado
“Dúvida”
“Quem Quer Ser Um Milionário?”
“O Curioso Caso de Benjamin Button”
“Frost/Nixon”
“O Leitor”

Melhor Animação
“Kung Fu Panda”
“Wall-E”
“Bolt - Supercão”

Melhor Filme Estrangeiro
Der Baader Meinhof Komplex (Alemanha)
Entre Les Murs (França)
Departures (Japão)
Revanche (Áustria)
Valsa com Bashir (Israel)

Melhor Documentário
“The Betrayal (Nerakhoon)”, Ellen Kuras, Thavisouk Phrasavath
“Encounters at the End of the World”, Werner Herzog, Henry Kaiser
“The Garden”, Scott Hamilton Kennedy
“Man on Wire”, James Marsh, Simon Chinn
“Trouble the Water”, Tia Lessin, Carl Deal

Melhor Direção de Arte
“O Curioso Caso de Benjamin Button”, Donald Graham Burt, Victor J. Zolfo
“A Troca”, James J. Murakami, Gary Fettis
“Foi Apenas Um Sonho”, Kristi Zea, Debra Schutt
“Batman - O Cavaleiro das Trevas”, Nathan Crowley
“A Duquesa”, Michael Carlin, Rebecca Alleway

Melhor Fotografia
“A Troca”, Tom Stern
“O Curioso Caso de Benjamin Button”, Claudio Miranda
“Batman - O Cavaleiro das Trevas”, Wally Pfister
“O Leitor”, Chris Menges e Roger Deakins
“Quem Quer Ser um Milionário?”, Anthony Dod Mantle

Melhor Figurino
“Austrália”, Catherine Martin
“O Curioso Caso de Benjamin Button”, Jacqueline West
“A Duquesa”, Michael O’Connor
“Milk - A Voz da Igualdade”, Danny Glicker
“Foi Apenas Um Sonho”, Albert Wolsky

Melhor Edição
“O Curioso Caso de Benjamin Button”, Kirk Baxter e Angus Wall
“Batman - O Cavaleiro das Trevas”, Lee Smith
“Frost/Nixon”, Daniel P. Hanley e Mike Hill
“Milk - A Voz da Igualdade”, Elliot Graham e Gus Van Sant
“Quem Quer Ser Um Milionário?”, Chris Dickens

Melhor Trilha Sonora
O Curioso Caso de Benjamin Button
Defiance
Milk
Slumdog Millionaire
Wall-E

Melhor Canção
Down to Earth (Wall-E)
Jai Ho (Quem quer ser um Milionário?)
O Saya (Quem quer ser um Milionário?)

Melhor Maquiagem
“O Curioso Caso de Benjamin Button”
“Batman - O Cavaleiro das Trevas”
“Hellboy 2″

Melhores Efeitos Visuais
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman: O Cavaleiro das Trevas
Homem de Ferro

Melhor Som
Batman: O Cavaleiro das Trevas
O Curioso Caso de Benjamin Button
Quem quer ser um Milionário?
Wall-E
O Procurado

Melhor Edição de Som
Batman: O Cavaleiro das Trevas
Homem de Ferro
Quem quer ser um Milionário?
Wall-E
O Procurado

Melhor Curta Metragem
Auf der Strecke (On the Line)
Manon on the Asphalt
New Boy
The Pig
Spielzeugland (Toyland)

Melhor Curta de Animação
La Maison en Petits Cubes
Lavatory - Lovestory
Oktapodi
Presto
This Way Up

Melhor Documentário em Curta-Metragem
“The Conscience of Nhem En”, Steven Okazaki
“The Final Inch”, Irene Taylor Brodsky, Tom Grant
“Smile Pinki”, Megan Mylan
“The Witness - From the Balcony of Room 306″, Adam Pertofsky, Margaret Hyde

E você já tem seus favoritos? Comente!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

"Justice" - DVNO videoclip

Alguém mais além do Ricardo conhecia isso?
Eu achei muito bom! Vou procurar mais! :D
Bora dançar?

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Lost volta hoje!

E pra comemorar o novo layout do Waveland, nada melhor do que saber logo de manhã que Lost volta hoje aos Estados Unidos!
E que hoje à noite ou amanhã cedo já dá pra baixar na net!

Fiquei sabendo pela @tinearaujo, e pra ficar mais curioso ainda, achei alguns vídeos da próxima temporada.
Quer um gostinho do que vai acontecer? Veja só:


Se quiser mais informações, veja aqui também:
- Lost 5ª temporada - Download e outras coisas mais
-Lost no IsFree
Pop


Atualização em 26/01/09: acabei de assistir o primeiro episódio da 5ª temporada! \o/

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Waveland 2009

Waveland está mudando de cara, pra ficar mais moderninho.
Por isso, algumas coisas que apareciam aqui, sumiram.
Se eram boas, elas voltam dentro de alguns dias.
Se não eram, elas vão dar lugar a outras coisas melhores!

E assim segue a vida...

Até logo mais!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

"Stay hungry. Stay Foolish."

Pra voltar à ativa, primeiramente, Feliz Ano Novo!
Eu dei uma parada durante as festas de fim de ano pra recarregar um pouco as baterias e agora volto aos posts mais regulares (ao menos vou fazer de tudo pra serem bem mais regulares!).

E eu botei na cabeça que 2009 vai ser um ano bem melhor que os anteriores.
Esse ano eu quero aproveitar que consegui colocar a casa em ordem e decidi que vai ser um ano de construção pro futuro. Bonito isso, né?

Eu já devo ter pensado nisso antes, mas acho que cheguei na maturidade pra tomar este tipo de decisão e levá-la adiante.

Aí, bem na hora em que eu estava pensando em algo pra postar que acrescentasse alguma coisa à vida de quem fosse ler, a minha amiga Valesca (beijo, Lále!), que foi minha amiga secreta no Natal passado, e cuja amizade é GIGANTE e nada secreta, mandou esse vídeo pra mim.
É um discurso do Steve Jobs em uma formatura em Stanford.

Valeu parar os 14:33min de vídeo pra ver que era isso que eu queria dizer hoje.
Que 2009 seja um ano maravilhoso!