quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Se a chave é o movimento...

...eu é que não fico mais parado!
Uma coisa que resgatei este ano foi a minha vontade de me mexer, mudar. Eu me reinventei, de certo modo.
Entrou setembro, e com ele, em seguidinha, as férias! Planos completamente diferentes, mas bolso e espírito resolvidos a aproveitar cada dia ao máximo. Dessa vez, eu me fiz a surpresa e me dei presentes. E não é que eu me diverti muito mais do que acreditava?
Obs.: em breve publico um post, a pedidos, dando dicas de planejamento de viagem e como aproveitar cada minuto das férias sem desperdiçar nada. E esse post parece longo, mas flui rapidinho!


Começo: que tal ir pro fim do mundo?
Ushuaia

Ano passado eu ouvi falar em Ushuaia e fiquei super tentado a manter a promessa de esquiar todo ano que foi feita no Chile, no Valle Nevado. Não rolou, mas esse ano era hora de fazer isso valer.
Ushuaia fica na Terra do Fogo, na parte argentina da ilha (que é compartilhada com o Chile), e é a cidade mais austral do mundo. Ela é a última parada dos navios ou aviões que tem a Antártida como destino. É uma cidade pequena, com 75.000 habitantes, mas com grandes subsídios para manter as pessoas fixas na cidade em um ambiente tão inóspito.

Mudanças de última hora já estavam me fazendo ir sozinho, mas levei sorte em comentar em um almoço de trabalho sobre o roteiro e conseguir o companheiro de viagem mais engraçado que alguém pode imaginar. Foi risada da ida à volta.
Rolou até guerra de neve que está no YouTube pra queimar o filme dos Joselitos em ação na neve.

Cedric no Tren del Fin del Mundo
Ah, claro, o Cedric (ou Charles Bonni, depende da situação) também foi. Esse é meu novo companheiro inseparável de viagens. É amigo do Jaime do Chile. E mais uma coisa divertida foi ver as reações, primeiro das pessoas quando eu tirava as fotos. Tinha gente que queria sair junto! E depois, dos meus amigos quando eu postava alguma coisa dele no Facebook. Carinha famoso, o gnomo. Obrigado, Amelie Poulin pela idéia genial.

Lago Roca
As paisagens são deslumbrantes e eu não lembro de ter visto um lugar tão lindo e com tanta energia boa quanto o Lago Roca. Como havia nevado na noite anterior, havia neve até a beirada do lago. A água é cristalina e muito gelada e o fundo, de pedras. A paisagem muda drasticamente na primavera e no verão, segundo as fotos que vi e apesar da temperatura não passar de 15 graus.

Bom, e um dos pontos altos, obviamente, foi o esqui. Aprendi a esquiar no Valle Nevado, e mesmo não esquiando há dois anos, consegui me sair melhor do que esperava! Nos últimos dias de esqui estava me arriscando nas pistas mais difíceis e vi que posso seguir encarando o desafio! Agora já tenho até parte do equipamento! :)
A estação de esqui fica no Cerro Castor e é uma estação bem nova e moderna. Os esquis e pranchas de snowboard são novos e a locação tem preço excelente, ainda mais com a cotação do peso argentino no valor que está.

Meio: Mais um pouco de Sul, mas não tão sul assim!
Cedric e eu em Roadtrip
Parar porquê, se você tem carteira de motorista e amigos que moram em outras cidades?
Fui matar a saudade do Ronaldo, da Caro, das "gemas" Helena e Estela, e do fofo Gabriel, que eu não via há quase dois anos.
A estrada até Porto Alegre é boa, com exceção do trecho logo após Florianópolis até Laguna, o que não faz sentido já que a obra vem durando anos e a estrada está cheia de pedágios.

Como eu não tinha horário, nem pressa, só destino, parei em Laguna e no Farol de Santa Marta, em Santa Catarina.
Estátua de Anita Garibaldi

Laguna é uma cidade pequena e o centro histórico me lembrou Salvador, com as vielas apertadas e de mão única. Só não deu tempo de ver baleias e golfinhos, porque eu queria partir de lá logo cedo e chegar em Porto Alegre no mesmo dia.
Casa de Anita
Farol de Santa Marta, SC
O Farol de Santa Marta é imperdível. É outro dos lugares mais lindos que já conheci. Dá um pouco de trabalho pra chegar, tem um poeirão e um trecho nas dunas, mas a vista do morro é linda. A cidade é toda colorida!

Dali, parti pra Torres, RS.



A chegada teve um encontro em família completamente inesperado.

Encontro de família em Torres, RS 

A cidade é grande até e tem um super clima de praia. Deve ser um lugar bom de se curtir o verão. Aproveitei para matar a curiosidade e fui conhecer as famosas Falésias, a ponta da Serra Geral que se encontra com o mar. Bem "aula de geografia". Mais um lugar lindo!

Fim do dia, 780km depois, cheguei a Porto Alegre e fui recepcionado por uma família em festa. Amigos assim fazem toda a diferença, ainda mais quando se faz um amigo do naipe do Gabriel. Ele é um pequeno papagaio e mímico, e vai dar tanto trabalho quando crescer quanto suas irmãs.
Eu e Gabriel
 O roteiro básico em POA é fácil: Gasômetro, praças Farroupilha, da Redenção e da Matriz, a orla do Rio Guaíba, Rua Padre Chagas (que me lembrou a Oscar Freire) e Museu Iberê Camargo. A balada é animada e tem opção pra todos os gostos, e sinceramente, fazia tempos que eu não via tanta gente bonita em uma mesma cidade.
Pra fechar este pedaço e mostrar o regionalismo (bairrismo?!) do pessoal, olha só o que tinha no meio do Supermercado!
Dentro do Super Zaffari...
Fim (ou quase): Vamos ver onde Jesus nasceu?
Nem eu aguento mais essa piada, mas fechei esse pedaço das férias com uma viagem que foi praticamente um presente de aniversário dos amigos Edu Freneda e Joel Guglielmini. Acompanhei o Joel a uma festa onde ele iria tocar na capital do Pará.
Quero Causar - 1 ano
A festa foi um sucesso! Ele está se aprimorando e comecei a gostar mais dos sets dele. Além de ser outra companhia divertida e desencanada pra viajar. O povo de lá é muito animado e super receptivo! Foi super fácil me enturmar, e a missão de tirar fotos da festa incumbida pelo Ledux foi fácil de tirar de letra. Além de garantir a interação com as pessoas!

Amigos novos e antigos, em frente ao Roxy
A cidade é cheia de contrastes. Ao mesmo tempo que tem muita coisa feia, afinal é um porto, tem restaurantes finos, shoppings de grande porte e muito bem decorados. É um lugar carente de boa administração pública, e de uma população acolhedora ao extremo.
E quer comer bem? Vá ao Roxy!

Se eu volto pra lá? Égua, bora!


E pra quem me conhece melhor, sabe que o fim ainda não chegou. Tem novidade chegando.
Start spreading the news, I`m leaving today (soon, actually)!

Até mais!