domingo, 12 de dezembro de 2010

Post de Natal e Ano Novo 2010

São só 13 dias pro Natal! Tempo de festejar com as pessoas queridas!

E este ano vai ter um detalhe diferente: meu sobrinho veio conversar com todos nós pra dizer que já não acredita em Papai Noel. Veio chegando de um em um, e puxando a conversa a seu jeito.
Eu fui o último, e coube a mim o papel de confirmar ou desmentir o que os outros haviam dito.
"- Inho. Sabe, eu já não acredito mais em Papai Noel." (ele me chama de Inho, apelido na família)
"- Ah, é, João? Sério? Mas por quê?"
"- Eu percebi que eram vocês que compravam os presentes e no ano retrasado eu vi a roupa e a barba penduradas no varal na chácara."
"- Puxa, que pena... Mas então..."
Aí parei pra pensar. Continuo com a mágica ou deixo meu sobrinho crescer?
Apelei:
"- Mas João, você não acredita em mágica? Em magia do Natal?"
"- Inho, magia não existe..."
Putz, não tem jeito. Não tem Terra do Nunca e a gente cresce mesmo.
"- Peraí. Claro que tem magia, João. Como você acha que a gente está vivo? E como tem estrela no céu? Sem magia não tem graça, querido."
"- Humm. Tá.", o pequeno respondeu e foi brincar.

Passou um tempo, ele voltou.
"- Sabe, Inho. Eu acho que eu acredito em Papai Noel. Eu não acredito nesses do shopping, mas acho que pode ter um Papai Noel sim. E eu não acredito nessa história de trenó, de rena, e que ele sai entregando tudo voando por aí."
"- Tá ótimo, querido!"

Eu consenti. E dei um sorriso, satisfeito. Ele acredita na magia!

Que nesse Natal, todos possamos acreditar na magia que surge dentro de cada um.
É essa energia que nos move.
Que possamos acreditar que é possível e que um dia vai dar tudo certo, sem saber o que, quem ou quando é esse "tudo".

Pra terminar, deixo duas coisas:
Primeiro, o vídeo (YouTube!) da propaganda de Natal do Santander deste ano. É uma das mensagens mais lindas que já vi. Tem um toque forte de Banco Real, pois é a cara das mensagens que eu recebia antigamente. E esse "Vamos fazer juntos? tu-ru-ru-tutúú" ainda me emociona.


Obs.: se tiver um Nicolau desses pra vender no banco, eu vou comprar um!

E segundo, deixo o link pra mensagem de Natal que escrevi em dezembro de 2007 e acho que foi uma das mais alegres e otimistas que já escrevi.

Bom Natal e um lindo 2011.